InícioGasparFocos do mosquito da dengue em Gaspar cresceram quase 300% em 2022

Focos do mosquito da dengue em Gaspar cresceram quase 300% em 2022

Gaspar terminou 2022 com um aumento de mais de 296% no número de focos do mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue), se comparado com o ano anterior. De acordo com dados da Prefeitura de Gaspar, por meio da Secretaria de Saúde, entre janeiro e dezembro do último ano, foram confirmados 125 infecções causadas pela Dengue. Já nos primeiros 18 dias do novo ano, foram registrados 32 focos do mosquito.

• Clique aqui e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

Os bairros considerados infestados em Gaspar são o Bela Vista, Coloninha, Sete de Setembro, Centro, Margem Esquerda e Santa Terezinha. Eles são considerados infestados, por conta da incidência maior de focos e casos encontrados.

A Secretaria de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica reforça que os cuidados devem ser redobrados, principalmente durante a estação mais quente e chuvosa do ano, pois é uma combinação propícia para a multiplicação do mosquito transmissor da dengue.

Apesar da temporada de maior transmissão acontecer durante o verão, a alteração da temperatura faz com que o Aedes Aegypti surja com mais frequência também nas outras estações. É por isso que os cuidados devem ser continuados nos demais meses do ano. A melhor maneira de evitar a Dengue é impedir que o mosquito se prolifere, eliminando os criadouros que possibilitam sua reprodução.

Cuidados devem continuar

A principal proteção contra as doenças é não deixar o mosquito Aedes aegypti se proliferar. Para evitar isso é preciso acabar com os focos de água parada, que em 70% dos casos ficam dentro das residências.
Confira as dicas
• Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;
• Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
• Mantenha lixeiras tampadas;
• Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
• Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.
• Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
• Mantenha ralos fechados e desentupidos;
• Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;
• Retire a água acumulada em lajes;
• Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;
• Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

Atualmente Gaspar conta com 24 agentes de endemias, que são responsáveis por realizar as vistorias nos arredores das residências e terrenos baldios, além de verificar se há recipientes que acumulem água, lixos, lonas, pneus que possam servir de criadouro para o mosquito da dengue e outras doenças. Os profissionais também auxiliam na prevenção com as orientações aos moradores de Gaspar.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com