InícioBlumenauTransporte coletivo de Blumenau é afetado por conta de bloqueios na BR-470

Transporte coletivo de Blumenau é afetado por conta de bloqueios na BR-470

Na manhã desta terça-feira, (1º), o Transporte Coletivo de Blumenau segue com modificações no itinerário de diversas linhas da operação. Os desvios e atrasos de horário ocorrem por conta das interdições que acontecem desde segunda-feira, dia 31 de outubro, além de novos pontos com bloqueio identificados nesta terça.

• Clique aqui e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

Linhas com mudanças

Ao todo 16 linhas adotam itinerários que desviam os pontos interditados, sendo elas: 80, 81, 109, 111, 122, 123, 124, 125, 151, 153, 154, 155, 308, 320, 704 e 808. 

Confira abaixo as linhas impactadas pelos bloqueios na BR 470:

– Linhas 124 – Felipe Bauler e 153 – Salto do Norte: com itinerário de ida e volta pela Rua Alice Ferreira;
– Linha 155 – Badenfurt: com trajeto de ida e volta pela Rua Heinrich Hemmer, com retorno na Rua Bernardino José de Oliveira / Rua Pastor Werner Andersen / Terminal Aterro;
Linha 151 – Testo Salto: com desvio pela Rua Bernardo Scheidemantel tanto no trajeto de ida quanto de volta;
Linha 308 – Bernardo Reiter: segue até a E.E.B. Carlos Techentin nas viagens com saída do Terminal Velha;
– Linha 320 – Interbairros III – Via Badenfurt: segue com seu trajeto normal nas viagens sentido Terminal Aterro, e faz um desvio pelo bairro Passo Manso no retorno ao Terminal Velha. O itinerário passa direto pela Rua Bahia, sem acessar a BR 470;
– Linha 154 – Divisa Indaial: está sem condições de operação no momento;
– Linha 704 – Passo Manso: Segue até a E.E.B. Carlos Techentin.

Linhas com impacto por conta de novos bloqueios:


– Linha 123 – Itoupavazinha: segue somente até a Karsten;
– Linhas, 80, 81, 109, 111, 122, 125 e 808: operam com desvio – no sentido Aterro/ Bairros e Itoupava pelas ruas 1° de Janeiro e Guilherme Scharf, seguindo trajeto normal após o desvio;
– Já no sentido Itoupava e Bairros/Aterro, o desvio das linhas 80, 109, 122, 125, também acontece pelas ruas Guilherme Scharf e 1° Janeiro.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) indica que os passageiros da Rua Henrich Hemmer utilizem a linha 155 – Badenfurt – que faz todo o seu itinerário por dentro do Badenfurt. Já as ruas Bahia, no sentido Rua Benjamin Constant/Ponto Salto, e Henrich Hemmer, no sentido Indaial a partir da Rua Bernardino José Oliveira, apresentam trânsito intenso. Este excesso de fluxo impacta os horários de atendimento das linhas 12, 703, 704 e 705.

Além disso, a secretaria destaca que outros pontos da cidade registram trânsito intenso por conta das manifestações. Sendo assim, outras linhas podem registrar grande impacto e atraso em seus horários de atendimento à população.

Transporte Rodoviário

As empresas que atendem o transporte rodoviário no Terminal Rodoviário de Blumenau, seguem as orientações individuais de suas matrizes regionais. Na segunda-feira, dia 31, as empresas optaram pela paralisação dos serviços por cerca de 2h – entre às 10h e às 12h. Neste período os ônibus ficaram parados, seguindo as orientações das próprias empresas que seguem em contato direto com a Polícia Rodoviária que acompanha os pontos de manifestação nas rodovias.

Logo após as duas horas de paralisação a saída dos veículos foi novamente liberada e segue até a manhã desta terça-feira (1º), em menor fluxo. O ideal, para quem faz ou estava programado para fazer uso do transporte rodoviário é entrar em contato direto com a empresa que fornece o serviço para verificar as possibilidades. A informação é de que as empresas estariam adiando suas viagens, suspendendo a venda de passagens e reagendando os deslocamentos direto com seus passageiros.

Leia mais notícias de Blumenau e região:

Manifestantes bloqueiam trechos da BR-470 na região do Vale Itajaí

Imposto de Renda: Receita paga nesta segunda restituições de lote residual

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com