InícioBlumenauEstrutura de empresa destruída por incêndio em Blumenau cede e Rua Pomerode...

Estrutura de empresa destruída por incêndio em Blumenau cede e Rua Pomerode é interditada

A Rua Pomerode, no bairro Salto do Norte, em Blumenau, voltou a ser interditada na manhã desta quarta-feira (10). De acordo com a Defesa Civil, isso se deve ao risco de desabamento da estrutura da empresa Epex, que foi destruída pelo incêndio que atingiu o antigo Celeiro do Vale no dia 7 de julho.

• Clique aqui e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

Conforme a Defesa Civil, uma laje do prédio incendiado cedeu nas últimas horas. A interdição da via, que é paralela à BR-470, tem como objetivo garantir a segurança de quem transita pela região. A suspeita é de que a situação tenha se agravado devido às fortes chuvas que caem na região.

Foto: Marcos Fernandes / Portal Alexandre José

Ainda segundo o órgão, não há registros de grandes ocorrências na cidade em decorrência da chuva. A única situação registrada nas últimas horas foi uma queda de árvore na Rua Eça de Queiroz, no bairro Água Verde.

Free Action se manifesta

Outra empresa atingida pelo incêndio, a Free Action, fabricante e montadora de bicicletas das marcas Free Action, Status Bike e licenciada Mormaii, disse ter o conhecimento do bloqueio da Rua Pomerode na madrugada entre os dias 9 e 10 de agosto.

“A estrutura que era usada pela Free Action está desocupada, aguardando devidas liberações”, afirmou a empresa em nota. “A parede mais próxima da rua Pomerode, que era compartilhada, hoje está sendo mantida e reformada pela outra empresa, também atingida pelo incêndio. Atualmente a Free Action está com suas operações na rua Dr. Fritz Mueller, no bairro Salto.

Leia mais notícias de Blumenau e região:

Ciclone em SC: Corpo de Bombeiros dá dicas para se prevenir de possíveis estragos

Parte de casa em construção desaba e atinge residência vizinha em Timbó

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com