InícioBlumenauApós um mês, fábrica destruída por incêndio em Blumenau vai retomar produção

Após um mês, fábrica destruída por incêndio em Blumenau vai retomar produção

Destruída no incêndio que atingiu o complexo de empresas no antigo Celeiro do Vale, em Blumenau, no dia 7 de julho, a Free Action deverá retomar a produção de bicicletas na próxima segunda-feira (8). A informação foi confirmada nesta quinta-feira (4) através de nota divulgada pela assessoria de imprensa da empresa.

• Clique aqui e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

“A Free Action já está realizando ajustes estruturais em um novo espaço para retomar a linha de montagem de bicicletas e gradualmente chamará os colaboradores que estão em férias coletivas para voltarem às atividades”, destacou a assessoria. “O objetivo agora é trabalhar no volume de produção e estoque para atender as lojas no Dia das Crianças e Natal, duas datas comemorativas de grande impacto no volume de vendas para o setor”.

Conforme a nota, na última segunda-feira (1º) foi montada de forma simbólica, pelo grupo de trabalho envolvido na retomada, a primeira bicicleta após o incêndio, registrando assim o novo momento da empresa. O retorno da produção está previsto para o dia 8 de agosto, “seguindo um plano adaptável, dentro das possibilidades atuais de estrutura e processos”.

Perdas no incêndio

A contabilização das perdas da empresa, que completou 18 anos de história no último domingo (31), ainda não foi concluída, mas envolve o estoque, materiais prontos para montagem, máquinas, equipamentos, movelaria e itens que formavam o patrimônio material.

“Todos os desdobramentos administrativos necessários após o incêndio foram cuidadosamente avaliados, a exemplo das férias coletivas concedidas aos colaboradores e assentidas pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico (Simetal)“.

A nota destaca que a empresa “fez questão de afirmar” aos fornecedores e clientes “que não iria cessar as atividades, reforçando os compromissos e parcerias, buscando apresentar alternativas ao que, no momento, não pudesse atender”. Na área de assistência técnica, uma força-tarefa foi realizada para que nenhum atendimento deixasse de ser realizado.

Foto: Reprodução / João Florentino (Lumitch Filmes)

Apoio governamental

Segundo a Free Action, os governos municipal e estadual se solidarizaram com as empresas atingidas. Por meio da Secretaria de Defesa Civil, a Prefeitura de Blumenau deu todo o suporte possível ao caso durante e após o ocorrido, até que a área pudesse ser liberada.

Além disso, o governador Carlos Moisés visitou o Complexo Celeiro do Vale no dia 29 de julho, junto do prefeito Mário Hildebrandt. No encontro com o diretor da Free Action e equipe, no final da tarde daquele mesmo dia, o governador confirmou uma agenda entre os representantes das empresas e o Secretário Estadual da Fazenda Paulo Eli, ocorrida no dia 2 de agosto, em Florianópolis.

Nessa reunião, foram deliberadas as possibilidades relacionadas ao que o Estado possa aplicar em relação a amparos. A conversa teve a presença do presidente do Badesc, Eduardo Alexandre Corrêa de Machado, e do deputado estadual Milton Hobus, presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), que acompanha a situação da Free Action desde os primeiros dias após o ocorrido e avaliou junto do Executivo as alternativas que dependam de medidas provisórias ou projetos do Legislativo.

Leia mais notícias de Blumenau e região:

Identificado jovem que morreu após troca de tiros com a polícia em Blumenau

Homem é encontrado morto embaixo de ponte em Blumenau

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com