InícioBrusqueOnça-pintada mais velha do Brasil morre no zoobotânico de Brusque

Onça-pintada mais velha do Brasil morre no zoobotânico de Brusque

Nina, a onça-pintada mais velha do Brasil, faleceu nesse domingo (12). O animal chegou em Brusque em 1997, com aproximadamente três meses de idade, e viveu praticamente toda a sua vida em no zoobotânico da cidade – onde se tornou um dos animais preferidos de quem visitou o parque nos últimos 25 anos.

• Clique aqui e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

Nina vinha apresentando sintomas de velhice desde 2018, mas teve uma piora em 2022 devido a um tumor no abdômen. Ela passou por uma cirurgia e voltou bem para o parque. Mesmo com todos os cuidados necessários, não resistiu à idade avançada e morreu por causas naturais.

“As onças em cativeiro vivem cerca de 20 anos, mas com todo o amor, carinho e cuidado que o parque sempre tem com seus animais, essa barreira foi ultrapassada, e ela pode viver até seus 25 anos”, disse o diretor-geral do Zoobotânico, Carlos Alexandre Reis. “Com certeza ela era um dos animais favoritos do zoo, e por isso deixará uma marca e uma saudade muito grande no coração de todos”.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com