InícioTrânsitoCaminhoneiro que arrastou casal de moto na BR-101 é condenado em júri...

Caminhoneiro que arrastou casal de moto na BR-101 é condenado em júri popular em Itajaí

14 anos em regime fechado. Esta é a pena de reclusão para o caminhoneiro Jeferson Alves Soares, que bateu e arrastou por mais de 20 quilômetros o casal de motociclistas Sandra e Anderson Pereira na BR-101, em março de 2021. A decisão foi conhecida na noite desta quinta-feira (9) no júri popular realizado no Tribunal da comarca de Itajaí. A sessão começou ainda pela manhã, às 9h, e encerrou por volta das 19h30.

Foi reconhecido pelo júri o fato como sendo homicídio com dolo eventual de Sandra e a tentativa de homicídio qualificado por meio cruel de Anderson. O crime ocorreu na tarde do dia 6 de março de 2021, no trecho da rodovia entre Penha e Itajaí. Jeferson é do Rio Grande do Sul e afirmou a polícia que voltava de uma viagem à São Paulo, dirigindo sob efeito de drogas, como o conhecido “rebite” e cocaína.

• Clique aqui e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

Depois do acidente e mesmo alertado pelos motoristas no caminho, Jeferson não parou o caminhão, que seguiu por cerca de 20 quilômetros arrastando a moto e levando consigo Anderson, que pendurou-se no caminhão pedindo para o motorista para. Ele conseguiu se recuperar dos ferimentos, mas Sandra não teve a mesma sorte: ela foi atendida e internada no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, mas não resistiu e morreu ainda no mesmo dia.

A defesa de Jeferson afirmou, através do advogado, que 10 testemunhas devem depor sobre o caso. A decisão do júri é passível de recurso e o processo segue em tramitação sob sigilo na 2ª Vara Criminal da comarca de Itajaí.

Leia mais notícias de Blumenau e região:

Criança de 2 anos é resgatada após ser deixada sozinha em casa em Blumenau

Polícia investiga se viatura foi usada em mudança particular em Blumenau

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com