InícioPolícia CivilEduardo Coimbra deve ser enquadrado por quatro crimes, diz Polícia Civil

Eduardo Coimbra deve ser enquadrado por quatro crimes, diz Polícia Civil

Capturado na tarde deste sábado (7) durante uma operação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar, Eduardo Coimbra – principal suspeito de atropelar e matar o cabo da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) Alexandre Maciel no dia 24 de abril em Massaranduba – deverá ser enquadrado por quatro crimes. A informação foi confirmada pelo delegado de Polícia Civil Rodrigo Reitz em entrevista ao Portal Alexandre José.

“O foragido agora vai passar por uma audiência de custódia e depois será encaminhado ao Presídio Regional de Blumenau, onde continuará cumprindo a pena anteriormente imposta”, afirmou o delegado, se referindo à pena que Eduardo cumpria antes de sair da saída temporária e não retornar na data prevista.

Vídeo: veja o momento em que Eduardo Coimbra chega à delegacia

“Além disso, ele ficará preso aguardando o desfecho das investigações referente ao atropelamento do cabo Maciel, bem como dos crimes praticados durante a fuga“, continuou o delegado. Entre os crimes eles estão o roubo de uma caminhonete Amarok, em Massaranduba; fazer um motorista refém para ser levado de carro até outro bairro, em Blumenau; e tráfico de drogas.

Conforme o delegado, Eduardo foi encontrado no apartamento de uma mulher, na Rua João Pessoa, no bairro Velha. Dentro do imóvel também foram encontradas drogas – o que deve resultar no enquadramento por tráfico de entorpecentes, tanto de Eduardo quanto da mulher, que é suspeita de dar guarida ao foragido.

“Em cima da mesa foram encontradas porções de cocaína e uma balança de precisão“, disse o delegado. “No armário também encontramos comprimidos de ecstasy. Portanto, vamos analisar os dados obtidos no apartamento e possivelmente lavraremos um auto de infração por tráfico de drogas“.

Foragido estava “bem tratado”

O delegado comentou ainda que Eduardo estava com boa aparência e bem tratado – mesmo estando fugindo das forças policiais há 13 dias. “Acredito que ele passou uns dias no apartamento, se alimentando bem e tomando banho. Então estava com uma boa aparência e bem tratado”, finalizou.

Foto: Divulgação

Fugas pelas ruas de Blumenau

De acordo com a Polícia Militar, Eduardo estava na cidade desde o dia 29 de abril, data em que roubou uma caminhonete Amarok em Massaranduba e dirigiu até Blumenau. Durante o trajeto, porém, foi perseguido por uma guarnição policial. Na fuga, abandonou o veículo em movimento e fugiu a pé, não sendo mais localizado.

Os policiais fizeram rondas e realizaram um cerco na região onde ele foi avistado, no bairro Itoupava Central. Na terça-feira (23), porém, o criminoso conseguiu furar o cerco e fez um motorista refém, obrigando o homem a levá-lo de carro até o bairro Badenfurt.

Carro roubado por Eduardo e abandonado durante fuga. Foto: Portal Alexandre José

A ocorrência

O atropelamento fatal foi registrado por volta das 19h no quilômetro 49 da SC-108, logo após o trevo de Massaranduba. Segundo informações da PMRv, o cabo Maciel atendia um acidente de trânsito quando foi informado de que um veículo em fuga vinha em sua direção.

“O cabo estava no local atendendo um acidente, inclusive com embriaguez”, explicou o subtenente Pasta, responsável pelo Posto da Polícia Rodoviária da Vila Itoupava, em Blumenau – o mesmo onde o cabo Maciel trabalhava há 10 anos. “Uma outra guarnição, que assumiria o serviço às 19h, estava indo ao local para render o pessoal. Na ida, a equipe se deparou com o Ford Fiesta, que fazia ultrapassagens pelo acostamento em atitude suspeita, e pediu para que a guarnição da frente, que atendia o acidente, abordasse o veículo”.

Cabo Alexandre Maciel morreu atropelado.

Informado da situação, o cabo Maciel imediatamente se colocou a postos e, ao ver o veículo, deu ordem de parada. O motorista, porém, desobedeceu e atropelou o policial. Na sequência, o condutor abandonou o veículo e fugiu do local a pé, deixando para trás uma mulher, que foi detida.

Ainda segundo o subtenente, a prioridade do momento foi socorrer o cabo, que ficou gravemente ferido. Ele chegou a ser atendido pelos bombeiros voluntários e foi levado à Unidade de Pronto Atendimento de Massaranduba. Apesar dos esforços das equipes, ele acabou não resistindo. O militar era natural de Blumenau, tinha 40 anos e deixa mulher e dois filhos.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com