InícioSegurançaJovem morto em troca de tiros com PM participou de assassinato cruel...

Jovem morto em troca de tiros com PM participou de assassinato cruel em 2018

O jovem de 19 anos que morreu após trocar tiros com a Polícia Militar nessa quinta-feira (10) em Blumenau tinha uma extensa ficha policial. Apesar da idade – ele completaria 20 anos em março -, Guilherme Henrique de Almeida Mello possuía 12 boletins de ocorrência no histórico, entre eles por assassinato, ocultação de cadáver, associação criminosa, furto, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, entre outros.

De acordo com a Polícia Militar, Guilherme esteve envolvido em um crime cruel e que chocou Blumenau em 2018. Com aproximadamente 16 anos, ele foi um dos autores do assassinato e esquartejamento do paranaense Edson de Melo Nascimento, de 23 anos, no Vorstadt – mesmo bairro onde o próprio criminoso veio perdeu a vida nessa quinta-feira.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Conforme as investigações, Edson teve partes do corpo decepadas quando ainda estava vivo, teve os ossos fraturados, além de membros mutilados. Partes do corpo da vítima foram localizadas em sacos na região da Rua Pedro Krauss Sênior no dia 31 de março de 2018.

Imagens adquiridas durante as investigações do crime – e filmada pelos próprios criminosos – mostraram Guilherme e outros suspeitos assassinando e esquartejando a vítima. Guilherme foi apreendido no mesmo final de semana do crime após ser flagrado com um revólver calibre 38 sem munição. Além dele, um homem de 33 anos foi preso e um adolescente de 14 anos apreendido.

Duas pessoas foram condenadas pelo crime: Marco Aurélio Gonçalves – sentenciado pelo júri popular a 26 anos, 5 meses e 30 dias de reclusão em regime inicialmente fechado – e sua esposa, cujo nome não foi revelado, que foi sentenciada pelo júri popular a 27 anos e três meses de reclusão, em regime inicialmente fechado. Os adolescentes não foram condenados. Todos participavam da mesma faccão criminosa.

Edson de Melo Nascimento tinha 23 anos quando foi assassinato e esquartejado. Foto: Reprodução

Morte aos 19 anos

A Polícia Militar fazia rondas pela Rua Leopoldo Kuhn, no Vorstadt, quando flagrou dois homens em uma escadaria frequentemente usada para o tráfico de drogas. Ao perceberem a presença policial, os suspeitos fugiram em direção a um matagal.

A guarnição iniciou as buscas e localizou os suspeitos após alguns minutos. Armado, um deles – Guilherme – confrontou os policiais, que revidaram e o balearam. O Samu foi acionado, mas o jovem não resistiu e morreu no local. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), que confirmou sua identidade.

Segundo o Instituto Geral de Perícias (IGP), Guilherme estava com um revólver calibre 32, com numeração suprimida e municiada com três munições intactas e duas deflagradas. Conforme citado anteriormente, ele possuía 12 registros de boletins por crimes como homicídio, porte ilegal de armas, ocultação de cadáver, associação criminosa e tráfico de drogas.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com