InícioSaúdeDepois de impasse, como ficou atendimento do Samu nos primeiros dias de...

Depois de impasse, como ficou atendimento do Samu nos primeiros dias de 2022

O ano terminou com muitas incertezas em torno do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Santa Catarina. Funcionários contratados pela OZZ Saúde – empresa responsável pelo Samu no Estado – não receberam a segunda parcela do 13º salário no prazo previsto e ameaçavam entrar em estado de greve. Só nas primeiras 48 horas de 2022, foram 2.254 ocorrências que precisaram de regulação médica.

Leia também: Criança de 1 anos e 7 meses morre ao se engasgar com próprio vômito em Pomerode

De acordo com o Governo do Estado, no dia 1 de janeiro começou a nova gestão compartilhada do Samu, com a Secretaria de Estado da Saúde assumindo as Centrais de Regulação e o aeromédico, enquanto a Organização Social FAHECE ficou encarregada da parte operacional. “O Samu de Santa Catarina está com gestão nova, com o Estado mais próximo e dando a atenção que todos os nossos profissionais merecem”, destacou o secretário André Motta Ribeiro.

Das 0h do dia 01 às 21h30 do dia 02 de janeiro, foram registradas 337 na região de Blumenau. Grande parte das ocorrências atendidas pelo Samu em Santa Catarina neste período foram relacionadas à doenças cardiovasculares. Houve também 251 atendimentos neurológicos nestes dois primeiros dias e 209 respiratórios. Clique aqui para conferir o relatório completo.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com