InícioSaúdeCovid-19: SC autoriza vacinação de crianças e adolescentes com a Coronavac

Covid-19: SC autoriza vacinação de crianças e adolescentes com a Coronavac

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina divulgou neste sábado (22) uma deliberação onde autoriza todos os municípios do estado a iniciarem a imunização do público de 6 a 17 anos, que não sejam imunossuprimidos, com a vacina Coronavac. Para isso, as cidades poderão usar as doses que estiverem disponíveis em sua rede de frio.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

A medida está prevista na deliberação N° 005/CIB/2022, da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), assinada pelo secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro e pelo presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina (Cosems), Daisson Trevisol.

A autorização segue as recomendações definidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que indicou a utilização apenas para as crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos de idade, que não sejam imunossuprimidos. Para as crianças e adolescentes de 6 a 17 anos que sejam imunossuprimidas, além das crianças de 5 anos de idade, a vacina indicada segue sendo a Pfizer.

“Precisamos proteger nossas crianças. As vacinas aplicadas no Brasil são seguras e fornecem essa proteção. Estou certo de que nosso Estado seguirá como referência na vacinação também para este público, para isso contamos com o apoio das prefeituras para iniciar o mais rápido possível a aplicação do imunizante”, afirma o secretário André Motta Ribeiro.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) emitiu Nota Técnica neste sábado autorizando o início da vacinação. Na última sexta (21), o Ministério da Saúde incluiu o imunizante para aplicação em crianças e adolescentes na Campanha de Vacinação contra a Covid-19.

A vacina autorizada para uso nesta faixa etária é a mesma dos adultos com 18 ou mais. O intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose também permanece o mesmo, de 28 dias. A aprovação da ampliação de uso do imunizante foi concedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no dia 20 de janeiro, depois da análise de estudos clínicos, dados de eficácia, segurança e imunogenicidade, além de estudos de efetividade que comprovaram os benefícios e a segurança da utilização da vacina na população pediátrica.

Início imediato

Segundo levantamento feito pela DIVE/SC, os municípios catarinenses possuem um total de 130 mil doses disponíveis nas centrais municipais de rede de frio, todas dentro do prazo de validade e prontas para serem utilizadas. O Estado possui pouco mais de 5.000 doses que poderão ser encaminhadas para os municípios que tiverem baixos estoques de Coronavac.

Ou seja, o uso deste imunizante em crianças e adolescentes poderá ser iniciado por aqueles municípios que têm doses extras armazenadas, desde que não prejudique a aplicação da segunda dose nos adultos que está em andamento.

Segundo o diretor da Dive/SC, João Augusto Brancher Fuck, o Ministério da Saúde já sinalizou que haverá uma pauta de distribuição emergencial para os estados que não têm doses em estoque, como Santa Catarina. Assim que as doses chegarem ao estado, a Dive fará a distribuição às cidades catarinenses de forma proporcional, conforme estimativa populacional do IBGE 2020.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com