InícioJustiçaAcusado de matar mãe e filha no bairro Tribess vai a júri...

Acusado de matar mãe e filha no bairro Tribess vai a júri popular nesta sexta

Anderson Tadashi Nakamura, de 30 anos, conhecido como Japa, vai a júri popular no Fórum da Comarca de Blumenau, nesta sexta-feira (03). Ele é acusado de matar Inês do Amaral e Franciele Will, mãe e filha respectivamente, dentro da própria casa no bairro Tribess. O crime, que chocou a cidade, aconteceu em abril de 2018.

As acusações são de homicídio qualificado, motivo fútil, emprego de asfixia e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, no caso da mãe, e por emprego e meio cruel, emboscada e para assegurar a impunidade de outro crime, relacionado com a filha.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Japa era conhecido das vítimas e costumava realizar serviços de jardinagem para a família. Segundo denúncia do Ministério Público (MP), após uma discussão o homem teria golpeado a mulher de 57 anos e a levado desacordada até o quarto, onde foi asfixiada ao despertar. Ainda de acordo com o MP, ele teria encontrado uma faca e aguardado a chegada da filha da vítima, de 30 anos, escondido atrás da porta da cozinha. O homem surpreendeu a filha esfaqueando inúmeras vezes até sua morte.

O acusado foi mantido preso durante todo processo, que tramita sob sigilo judicial. A sessão acontece sem a presença do público, respeitando às normas impostas pela pandemia de coronavírus.

Foto: Arquivo pessoal

Relembre o caso

No dia 4 de abril de 2018, mãe e filha foram assassinadas no bairro Tribess, em Blumenau. Inês do Amaral, de 57 anos, e Franciele Will, de 30 anos, foram encontradas mortas dentro de casa por Odair, filho e irmão das vítimas, por volta das 20h30.

Conforme o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP), Inês foi estrangulada e Franciele teve diversos cortes profundos no pescoço. O corpo da mãe estava no quarto dela, coberto com um edredom. A filha foi morta na cozinha, ainda com a bolsa pessoal perto do corpo.

O suspeito de assassinar as duas fugiu do local com o carro de Inês. O veículo foi localizado no dia seguinte ao homicídio, na Rua Alexandre Volta, no bairro Itoupava Norte, mas o acusado só foi encontrado em maio de 2019, em Lages, na serra catarinense.

Durante o interrogatório, Japa confessou o crime. Ele disse que foi até a casa das vítimas para oferecer serviços de jardinagem, porém teve uma discussão com Inês e a matou por esganadura. Depois, resolveu tirar a vida de Franciele, pois a jovem tinha visto o rapaz na casa dela mais cedo e poderia ser uma testemunha.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com