InícioGeralSendo a época de maior volume de chuva, a primavera pede atenção

Sendo a época de maior volume de chuva, a primavera pede atenção

As estatísticas mostram que a primavera é o período do ano em que foram registrados os eventos climáticos com maior capacidade destrutiva em Santa Catarina. O grande número de ocorrências nesta época é causado pelo choque de massas de ar frio ainda presentes sobre o hemisfério Sul com as massas de ar quente, mais frequentes a partir desta estação.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Este quadro meteorológico ainda é reforçado pela localização geográfica do Estado, que está situado em uma das regiões mais favoráveis para a formação de tempestades severas e eventos meteorológicos intensos da América do Sul. O resultado desta combinação é a ocorrência de vendavais, chuva, granizo, ou – até mesmo – tornados.

“Por ser uma estação de transição, a primavera ainda possui incursões de massas de ar polar. Como temos maior número de horas de sol, mais aquecimento diurno e a disponibilidade umidade, temos condições favoráveis a contrastes térmicos mais evidentes e a formação de tempestades mais severas”, explicou o meteorologista chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, Murilo Fretta.

O meteorologista reforça que na primavera as tempestades geralmente vem acompanhadas de ventos fortes, granizo e chuva intensa, que podem resultar em enxurradas. Com base nos dados coletados durante 28 anos, o Atlas do CEPED/UFSC aponta que o maior número de ocorrências de granizo é registrado nos meses de primavera, especialmente setembro e outubro, com mais de 150 registros.

Da mesma forma, os tornados ocorrem com mais frequência na estação das flores, principalmente no mês de outubro. Neste cenário a Defesa Civil de Santa Catarina reforça neste período o nível de atenção e incentiva atividades de prevenção em todo o Estado.

Monitoramento e alerta

Atualmente, Santa Catarina tem 100% do território monitorado por uma rede de radares meteorológicos, por imagens de satélite em tempo real e centenas de estações meteorológicas. O monitoramento é feito 24 horas por dia, sete dias por semana, por uma equipe especializada que fornece informações antecipadas e confiáveis para a população.

As informações estão disponíveis no site da Defesa Civil estadual, nas redes sociais, emissoras de TV por assinatura, mensagens SMS, grupos de WhatsApp para a imprensa e agentes de proteção e defesa civil.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com