InícioSaúdeQuase 25 mil vacinas seguem utilizáveis após falha elétrica em Blumenau

Quase 25 mil vacinas seguem utilizáveis após falha elétrica em Blumenau

Cerca de 25 mil doses de vacinas para patologias diversas que estavam em análise após um problema elétrico tiveram a eficácia garantida e foram liberadas para aplicação em Blumenau. As doses estavam nas câmaras que compõem a rede de frio da Diretoria de Vigilância em Saúde, localizada na Rua Engenheiro Paul Werner e que teve falha no sistema elétrico causando alteração de temperatura na madrugada de quinta-feira (30).

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

De acordo com a análise da Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive), a alteração de temperatura não ocasionou mudança nas características dos imunizantes como febre amarela, tríplice viral, soros, entre outros. Com base nas orientações do Instituto Nacional de Qualidade em Saúde (INCQS), o Estado avaliou que doses podem ser aplicadas até o prazo de validade, tendo prioridade na utilização. Apenas as doses de vacina contra a Polio, que somam cerca de 800 doses, tiveram a recomendação de descarte imediato e já foram inutilizadas pelo município.

Além das doses de vacina para patologias diversas, outras 48 mil doses de vacinas contra a Covid-19 também foram expostas a alterações na temperatura de armazenamento. O relatório com os dados de conservação das doses, bem como o pedido de análise do imunizante já foram enviados ao Ministério da Saúde, que avaliará a manutenção da eficácia dos lotes.

Falha elétrica

De acordo com levantamento preliminar, um curto-circuito em um dos disjuntores do sistema de elétrico do prédio Vigilância em Saúde, onde está localizada a rede de frio, apresentou falha, causando queda no abastecimento de energia. Com isso, um gerador equipado para substituir a energia fornecida pela Celesc para manter armazenadas, em temperatura adequada as vacinas recebidas, deveria ter entrado em funcionamento, mas, por motivos ainda em investigação, a ativação não ocorreu.

Com o problema, cerca de 48 mil doses de imunizantes contra a Covid-19, além de cerca de 25,7 mil vacinas e soros para outras patologias – dentre elas febre amarela e tríplice viral – foram encaminhadas para avaliar qualquer comprometimento na eficácia.

Conforme protocolo estabelecido no início da campanha de vacinação, a segurança das vacinas conta com permanente acompanhamento para identificação de falhas. Entre as normativas, está a designação de servidores públicos, que se mantém em regime de sobreaviso e que tem como principal função acompanhar e evitar ocorrências que possam comprometer os lotes de vacina.

Desta forma, todas as alterações no sistema são comunicadas ao servidor de sobreaviso, por meio de um dispositivo de envio de mensagens. Este servidor, por sua vez, providencia o reparo por conta própria ou solicita auxílio de equipes externas, o que não aconteceu na última madrugada, impedindo a resolução da falha, com a realocação das vacinas para outras câmaras frias.

Após tomarem ciência do problema no início da manhã, o secretário Municipal de Promoção da Saúde, Winnetou Krambeck, e a coordenadora da Comissão Municipal de Imunização e vice-prefeita, Maria Regina Soar, determinaram a imediata manutenção do sistema e o levantamento das causas do problema, incluindo o motivo do não acionamento do gerador instalado para garantir a manutenção do fornecimento de energia para a rede de frio.

Em paralelo, Winnetou Krambeck solicitou à Vigilância em Saúde do município o envio de relatório à Procuradoria Geral do Município para a abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o servidor que cumpria o sobreaviso. O secretário também determinou a elaboração de um laudo técnico para apurar com exatidão o que ocasionou a falha do sistema de suporte de fornecimento de energia das câmaras frias.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com