InícioOpiniãoOpinião: ônibus lotados, Moisés rejeitado e racismo no futebol, por Alexandre José

Opinião: ônibus lotados, Moisés rejeitado e racismo no futebol, por Alexandre José

Texto escrito por Alexandre José

Mais passageiros, menos ônibus

E assim a banda toca e segue em Blumenau. A permissionária do transporte coletivo da cidade continua abusando da paciência do blumenauense que depende de ônibus. Pode ter lotação, porém mais horários não pode. Pode ter aporte financeiro da Prefeitura, mas a Blumob não faz a sua parte na colocação de novos horários. Literalmente, quem paga a conta e fica com abacaxi é o passageiro! Aliás, uma fatura de apenas R$ 34 milhões.

Foto: Arquivo / Portal Alexandre José

Moisés, o rejeitado

Os mais próximos ao governador Carlos Moises da Silva dizem que é no Vale do Itajaí o maior índice de rejeição da sua administração. Na capital e outras partes do Estado, ele tem um índice menos ruim. Por que será que o bombeiro da reserva e comandante do Executivo de Santa Catarina está tão mal na região de Blumenau?

Foto: Arquivo / Governo de SC

Por falar em pesquisas

Se saírem às ruas perguntando ao povo brasileiro o que mais deseja para o nosso país no momento, em primeiro – é claro – será o fim da pandemia e, em segundo lugar, o respeito, a lei e a ordem entre os três poderes: Governo Federal, âmara/Senado e Superior Tribunal Federal.

Se lá em cima, eles não se entendem, sobra pra a gente aqui embaixo. Bandeira branca, pelo amor de Deus!!! “Entre direitos e deveres, a democracia deve ser o alicerce que sustenta toda ação de liberdade” (César Kaab).

Inaceitável

A atitude de um diretor do Brusque Futebol Clube, no final da partida diante do Londrina no último sábado (28) pela série B do Campeonato Brasileiro, gritando a frase racista para o jogador Celsinho do time paranaense “vai cortar esse cabelo de cachopa” repercutiu mundialmente. Mas o pior foi a nota postada pelo time catarinense após o fato dizendo que não foi a primeira vez que o jogador teria se envolvido em uma confusão dessas. Foi amenizar e piorou ainda mais! “O racismo é a prova o quanto ainda somos primitivos” (Cesar Jihad).

Fotos: Internet / Beno Küster Nunes / AGIF

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com