InícioSaúdeMorte de jovem de 15 anos em Blumenau não está associada à...

Morte de jovem de 15 anos em Blumenau não está associada à vacina contra Covid

Em meio ao luto e à dor imensurável provocada pela perda da filha, a costureira Romilda Rampelotti dos Santos, moradora de Blumenau,ainda busca forças para esclarecer a morte de Júlia Sani. A jovem de apenas 15 anos perdeu a vida no último dia 14 de setembro após sofrer uma parada cardíaca. Mas muita gente está associando o caso – de forma equivocada – à vacina contra a Covid-19.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Romilda procurou a equipe de reportagem do Portal Alexandre José para explicar o que realmente aconteceu e desmentir boatos que circulam pelas redes sociais. Segundo ela, a família ainda não tinha feito o agendamento da vacina para a adolescente. Ou seja, ela não recebeu uma dose sequer do imunizante. Júlia era uma garota saudável e sem qualquer histórico de doença.

O drama da família começou na manhã daquele dia, quando a jovem sofreu uma crise convulsiva. Assustada, a mãe acionou o Samu, que atendeu e encaminhou a paciente ao Hospital Santa Isabel. Na unidade, a garota foi submetida a uma série de exames e liberada para voltar para casa, por volta das 15h30. Porém, logo após as 16h, quando foi tomar banho, Júlia sofreu uma parada cardíaca.

“O meu marido disse: dá uma olhadinha na Júlia lá no banheiro. No que eu fui, ela não me respondeu. Ele quebrou a porta e ela já estava caída falecida no chão”, disse a mãe em entrevista ao Portal Alexandre José. A adolescente estudava no primeiro ano do Ensino Médio na Escola Max Tavares D’ Amaral, na Itoupava Norte. De acordo com os pais, ela jamais fez qualquer tratamento de saúde.

“Venho pedir ajuda para esclarecer que a Júlia não tomou a vacina contra a Covid-19. Muitas mães não levaram seus filhos para tomar a vacina agendada porque estão com medo. Estão espalhando essa notícia dando o nome da minha filha, dizendo que ela foi vítima de uma  parada cardíaca após receber a vacina do Covid, sendo que eu não tinha agendado a vacina para ela”, declarou a mãe.

É importante informar ainda que o caso de Júlia não é o mesmo reportado no Boletim Covid-19 da Prefeitura de Blumenau do dia 21 de setembro de 2021, que contabiliza a morte por coronavírus de uma adolescente de 15 anos, internada desde o dia 6 de setembro em UTI. “São situações completamente diferentes. Minha filha não ficou internada e não contraiu o vírus da Covid-19”, complementou Romilda.

Jamille Cardoso
Jamille Cardoso é jornalista formada pela Univali (Itajaí-SC), com 15 anos de experiência na área. Atuou em assessoria de imprensa, programas de rádio, mas foi ao telejornalismo que dedicou mais tempo (12 anos no total), com passagens por emissoras afiliadas a Globo, Record e SBT. Blumenauense, mãe e repórter da Massa FM Blumenau.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com