InícioGeralGranjas de Blumenau justificam ao consumidor variação no preço do ovo

Granjas de Blumenau justificam ao consumidor variação no preço do ovo

Reportagem de Suelen Eskelsen

Existia uma época em que o aumento do preço da carne vermelha não era um problema para quem procurava por produtos derivados de proteína animal. O frango ou o ovo estavam na lista dos preferidos para essa substituição. Mas, hoje a realidade é um pouco diferente. Em Blumenau, existem cerca de três granjas de médio e grande porte em funcionamento.

Mas, além do ovo ser um produto sensível para trabalhar, o setor vive oscilando com altos e baixos. “É um ciclo. Um setor sempre depende do outro. Isso já começa com o preço da matéria-prima, que de uma forma geral todo mundo está pagando um preço fora do comum”, comenta a administradora de uma granja em Blumenau, Priscila Ronchi Souza.

Desde a ração, vitaminas, caixas de papelão, até o processo de manuseio, tudo isso tem preocupado as empresas que vivem um momento desafiador para tentar equilibrar o valor repassado ao consumidor. “Às vezes, o avicultor tem que fazer o descarte das aves, começa a faltar ovo no mercado, automaticamente o preço do ovo sobe novamente”, complementa Priscila.

Foto: Suelen Eskelsen / Especial

Mesmo assim, o consumo de ovo aumentou no Brasil e, consequentemente, a produção também – 1,15% no semestre – e se aproximou de mais de 1 bilhão e meio de dúzias, de acordo com os dados recentes do IBGE. Mas esse aumento não chega a ser positivo para as granjas, nem baratear o valor do produto no mercado. Grande parte dos custos para manter uma granja é com ração para as galinhas, que é feita de milho.

Depois de uma redução em junho, os preços pagos aos produtores catarinenses de milho voltaram a uma média de R$ 100 a saca, de acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Isso porque a seca, depois as geadas e agora as pragas destruíram parte das lavouras no estado. Com isso, a alimentação não só do gado, mas também das aves, começou a custar mais caro para os produtores de ovos e, consequentemente, pesa também no bolso da população.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com