InícioSegurançaSuspeitos de furtarem objetos para vender na internet são presos no Vale

Suspeitos de furtarem objetos para vender na internet são presos no Vale

Cinco pessoas foram presas nesta terça-feira (9) por suspeita de envolvimento em um esquema criminoso nas cidades de Benedito Novo e Doutor Pedrinho, no Vale do Itajaí. Segundo informações da Polícia Militar, a suspeita é de que eles furtavam objetos de casas, sítios e lojas para revendê-los na internet.

O grupo já era investigado por uma força-tarefa que reunia policiais civis e militares. Os trabalhos de investigação resultaram na representação de mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos em vários endereços de ambas as cidades. Ao todo, seis policiais civis e dez policiais militares trabalharam na operação.

Nos endereços foram encontrados diversos objetos furtados reconhecidos pelas vítimas e outros de procedência duvidosa, que foram apreendidos. Segundo os investigadores, os objetos eram vendidos sob encomenda na internet – ou seja, os criminosos anunciavam o produto na web e, caso alguém se interessasse, furtavam o objeto para finalizar a venda.

Ao todo, foram recuperados diversos produtos, tais como aparelhos de ar condicionado ainda estavam encaixotados, uma bicicleta elétrica, uma câmera de vigilância, um balcão de banheiro com espelho, uma geladeira, celulares de diversas marcas, um par de tênis novo, duas furadeira, duas serras e uma televisão de 50 polegadas, entre outros.

Ainda de acordo com as investigações, muitos compradores não suspeitavam que o produto adquirido havia sido furtado. Por fim, cinco pessoas foram conduzidas à Delegacia de Polícia suspeitas de terem alguma ligação com os furtos e com a receptação dos objetos furtados.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com