InícioGeralEleições em Petrolândia: Pleito suplementar acirrado dá vitória a Irone Duarte

Eleições em Petrolândia: Pleito suplementar acirrado dá vitória a Irone Duarte

16 votos. Foi esta diferença diminuta que levou o candidato Irone Duarte (PP) e o vice, Egon Weber (PSD) à vitória na eleição suplementar que aconteceu neste domingo (13) em Petrolândia, no Alto Vale do Itajaí. Marcada por fatos inéditos e um processo de auditoria nunca antes visto, o pleito fora-de-época encerra um período de sete meses em que a simpática cidade-sorriso, como é conhecida, aguardava a eleição de um novo prefeito.

Ao lado de Irone, a disputa pela prefeitura de Petrolândia teve ainda a participação da atual presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Angela Adriana Krindges da Mota (MDB) e de Edson Silva Padilha (Podemos). Iniciada as 17h, a apuração foi praticamente no voto a voto, sendo que, em dado momento, Angela chegou a ultrapassar Irone. Só nas últimas urnas é que o progressista garantiu a vitória, muito festejada pelas ruas centrais do município. Foram 2.195 votos (47,98%) contra 2.179 votos (47,63%) da emedebista, a primeira mulher candidata na história da cidade.

A vitória de Irone, no entanto, vem em meio a uma situação política totalmente fora da curva para o pequeno município de pouco mais de seis mil habitantes. Foi por causa de uma situação jurídica irregular envolvendo a chapa vencedora do pleito de 2020 que as eleições suplementares criaram este verdadeiro clima político fora-de-epoca na cidade, inclusive com propaganda em vários locais e discussão sobre os candidatos nas esquinas do município.

Na ocasião de 2020, a chapa composta por Rogério Domingos (PP) e Selmo Klauberg (PSD) fez 2.327 votos, venceu mas não levou: a candidatura não entregou o documento comprovando a inexistência de processos contra os candidatos no Tribunal de Justiça dentro do prazo estabelecido pela legislação e o registro para a disputa foi negado pela Justiça Eleitoral. Com isso, Petrolândia juntou-se a outros sete municípios brasileiros que teriam a chamada eleição suplementar em 2021. Além dele, Sidrolândia (MS), Campestre (MG), Espera Feliz (MG) e Nova Prata do Iguaçu (PR) tiveram pleitos neste domingo.

A avaliação do TRE foi de uma eleição tranquila, sem denuncias de crimes eleitorais ou problemas com as urnas eletrônicas no decorrer do período. Outro ponto favorável a todo o clima inédito que cercou o pleito durante o domingo, com o acompanhamento a par e passo de observadores internacionais e autoridades judiciais de todo o processo de auditoria de duas das urnas utilizadas no processo, num teste de integridade e funcionamento do aparelho.

O último processo da auditoria será divulgado apenas na próxima quarta-feira (16), quando a Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina (OAB-SC) mostrará os resultados da verificação dos dados recebidos pouco depois do término da contagem de votos em Petrolândia, como os boletins de urna, entregues em uma urna de lona lacrada à representação da OAB.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com