Início Segurança "Pavor de contrair Covid-19" não impede prisão de suspeito de tráfico de...

“Pavor de contrair Covid-19” não impede prisão de suspeito de tráfico de drogas no Vale do Itajaí

O temor excessivo em contrair a Covid-19 não é justificativa para garantir a liberdade de um homem flagrado com três quilos de maconha em sua casa, no Vale do Itajaí. Com isso, o suspeito aguarda julgamento em unidade prisional do Vale do Itajaí e teve habeas corpus negado nesta semana pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Em matéria sob a relatoria do desembargador Norival Acácio Engel, o colegiado decidiu manter a prisão preventiva do suspeito pois, além da gravidade do crime de tráfico de drogas, não ficou comprovada a existência de doenças crônicas neste período de pandemia capaz de tornar o réu, de apenas 23 anos, mais suscetível ao contágio pelo coronavírus.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o acusado foi preso em flagrante na garagem de sua casa, com dois torrões de maconha – que pesaram posteriormente três quilos do entorpecente, além de balanças de precisão e outros objetos utilizados para a traficância. Momentos antes, a guarnição da PM havia abordado outro homem nas proximidades, com um quilo de maconha e 36 gramas de cocaína. Foi essa pessoa que indicou a fonte dos entorpecentes e permitiu a prisão em flagrante do suspeito em questão.

Inconformado com a conversão do flagrante em prisão preventiva, o acusado ingressou com um habeas corpus junto ao TJSC, solicitando a libredade pela ausência de indícios de autoria e materialidade, por também ter residência fixa, ocupação lícita, bons antecedentes e conduta social. Apontou ainda seu “gigantesco” risco de contrair a Covid-19 enquanto estiver preso..

“O paciente não se enquadra nas hipóteses previstas na recomendação, pois, a prisão não ultrapassou o lapso temporal de 90 dias (ocorreu em 4 de abril deste ano), vislumbra-se que foi indiciado pela prática de delito hediondo (tráfico de drogas), não possui idade avançada (23 anos na data dos fatos) ou qualquer enfermidade para ser considerada ‘suscetível’ ao contágio, sendo vedada a aplicação das medidas previstas na Recomendação n. 62/2020 do CNJ”, anotou o relator em seu voto.

A sessão foi presidida pelo desembargador Sérgio Rizelo e dela também participou a desembargadora Salete Silva Sommariva. A decisão foi unânime.

Quer receber as notícias do Portal Alexandre José direto em seu celular, pelo WhatsApp? Então clique aqui e entre em nosso grupo. Informação em tempo real, onde quer que você esteja!

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Trecho da BR-470 será interditado nesta quinta-feira no Vale do Itajaí

Um trecho da BR-470 será interditado ao trânsito de veículos nesta quinta-feira (6), no Vale do Itajaí. O fechamento de ambas as pistas ocorrerá...

Covid-19: quarta-feira termina com 3 mortes e 95 novos casos em Blumenau

Blumenau registrou nesta quarta-feira (5) mais três óbitos, somando agora 494 mortes por coronavírus. Entraram para a lista de vítimas um homem de 58...

Durante briga, homem dá golpe de barra de ferro na cabeça do irmão

Uma briga envolvendo dois irmãos deixou uma pessoa ferida nesta quarta-feira (5), em Blumenau. O fato ocorreu por volta das 13h40min, na Rua Bonn,...

Juiz decreta prisão preventiva de jovem que cometeu chacina em Saudades

Notícia atualizada às 21h07minEram quase quatro horas da manhã desta quarta-feira (5) quando os autos de prisão em flagrante do jovem que matou cinco...

Homem fica ferido após cair do telhado de casa na Rua Bahia em Blumenau

Um homem ficou ferido após cair do telhado de uma casa nesta quarta-feira (5), em Blumenau. O acidente ocorreu por volta das 13h45min, na...
error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com