Início Geral Especial: a alta no preços dos imóveis

Especial: a alta no preços dos imóveis

Conteúdo comercial Torresul Imobiliária

  1. Como a alta nos custos da construção civil afeta o preço dos imóveis
  2. Como a alta da taxa Selic afeta os financiamentos dos imóveis
  3. Como escapar dos efeitos dessas altas

Alta dos preços na construção civil

A pandemia não diminuiu o interesse dos brasileiros pela compra de imóveis. Na verdade, as pessoas estão buscando melhor qualidade de vida e a realização do sonho da casa própria faz parte dessa busca.

O que pode atrapalhar esse sonho é o aumento dos preços do material de construção. As ameaças de desabastecimento também podem prejudicar o setor imobiliário. Isso já está sendo sentido nos imóveis financiados pelo Programa Casa Verde e Amarela voltados para famílias com renda mensal entre R$ 2.500 e R$ 4.600.

O mercado imobiliário continua aquecido, mas a oferta de imóveis no segmento popular pode ser afetada pela aumento dos custos da construção civil. O impacto já se reflete nos números do programa Casa Verde e Amarela, segmento mais afetado pelos aumentos, em função das margens menores e de possuir um teto para contratação.

Em Blumenau, o valor do teto para os imóveis financiados pelo Programa Casa Verde e Amarela é de R$ 190 mil. Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas, os preços do material de construção subiram 19,60% no ano passado. Essa é a maior alta de registrada no período pós Plano Real.

Entre os insumos que mais subiram em 2021 destaca-se o fio de cobre com aumento de 51%, o aço com aumento de 45%, o cimento com aumento de 38%, tubos de ferro com aumento de 30% e o PVC com aumento de 29%.

Alta das taxas de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu no último dia 17 elevar a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual, com Selic subindo para 2,75% ao ano.

O Copom vinha em um movimento de redução de juros por nove reuniões seguidas, desde julho de 2019, quando a taxa estava em 6,5% a.a. E desde agosto a Selic estava na mínima histórica de 2,00% ao ano. A alta dos juros básicos da economia acontece em um momento em que as projeções de inflação para 2021 estão se elevando.

“Na avaliação do Comitê, uma estratégia de ajuste mais célere do grau de estímulo tem como benefício reduzir a probabilidade de não cumprimento da meta para a inflação deste ano, assim como manter a ancoragem das expectativas para horizontes mais longos”, informa o comunicado do Banco Central.

A alta da taxa Selic vem para tentar frear uma alta mais forte da inflação no curto prazo. Para este ano, a meta de inflação é de 3,75%, com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. A expectativa do mercado financeiro é que o Banco Central eleve novamente a taxa básica nas próximas reuniões do Comitê.

Se confirmadas as previsões, a taxa Selic pode alcançar os 5,5% ao final desse ano. Isso impacta os setores que são dependentes de crédito, como o mercado imobiliário.
Aumentos da taxas Selic elevam o custo do dinheiro, aumentando os juros do financiamento de imóveis e tornando mais difícil a realização do sonho da casa própria.

Quem já comprou o seu imóvel fez, provavelmente, o melhor negócio da sua vida, pois conseguiu as menores taxas de juros da história. Importante nesse momento de Selic em alta é fugir dos financiamento com correção pós fixada, como as novas linhas indexadas ao IPCA ou à poupança. Prefira as linhas de financiamento com taxas de juros fixas.

O Programa Casa Verde e Amarela tem as menores taxas de juros do mercado para imóveis novos, a partir de 4,50% ao ano. Quem ainda não comprou o seu apartamento ou seu sobrado em Blumenau, tem que se apressar porque o aumento do custo do dinheiro ainda não foi repassado para as taxas balcão dos financiamentos.

Além disso, estamos experimentando um período de alta nos custos da construção civil que está sendo repassado para os preços dos imóveis. Quem comprar agora vai ganhar nos dois lados: taxas de juros ainda baixas e preços dos imóveis antes dos aumentos.

Só lembrando que a taxa Selic era de 45% ao ano em 1998, 26% em 2003 e 14,25% ao ano em 2015 há apenas 5 anos.

A Torresul Imobiliária promete impactar o mercado imobiliário com uma série de ações que estão previstas para os próximos meses.

Torresul Imobiliária

WhatsApp 📲  9.8811.7788

CRECI/SC 4218-J

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Blumenau retoma vacinação contra Covid-19 em gestantes e puérperas

A cidade de Blumenau voltou a imunizar gestantes contra a Covid-19. O grupo havia sido retirado da lista na semana passada, seguindo uma recomendação...

Preso em Gaspar foragido da Justiça envolvido com o tráfico de drogas

Um jovem de 25 anos foi preso nesta segunda-feira (17), em Gaspar, no Vale do Itajaí, em uma ação do Setor de Investigações e...

Mais um luto no rádio: morre em Blumenau o radialista Fred Ullrich

Mais um momento de tristeza no rádio de Blumenau: morreu na manhã desta segunda-feira (17) o radialista e incentivador cultural Fred Ullrich, de 71...

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em dezembro podem sacar, a partir de hoje (17) a primeira...

Trânsito: a tradição de muitos acidentes no Maio Amarelo, por Márcia Pontes

"Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito". Esse é o tema do Maio Amarelo deste ano, movimento que completa sete anos e tem por tradição...
error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com