Início Emerson Luis Esporte: Ouro de Tolo, por Emerson Luis

Esporte: Ouro de Tolo, por Emerson Luis

“Eu devia estar contente porque eu tenho um emprego, sou um dito cidadão respeitável e ganho quatro mil cruzeiros por mês…”

Alguém nascido na década de 70 em algum momento da vida já deve ter ouvido a obra-prima de Raul Seixas.

Canção que foi escolhida pela revista Rolling Stone Brasil como uma das 100 maiores músicas brasileiras, ocupando o 16º lugar. 

Se nunca ouviu falar vale a pena perder 3 minutos do seu tempo.

É só clicar aqui.

Raul Seixas. Foto: Reprodução

Foi na época uma bofetada no conformismo nacional (consumos, sonhos e anseios) diante das vantagens econômicas ilusórias oferecidas pela ditadura.

“Ouro de tolo” é o nome que se dava na Idade Média às promessas de falsos alquimistas.

Que transformavam chumbo em ouro.

Ilusionismo que se estende para o mundo do futebol.

Como produzir manchetes pomposas para chamar a atenção.

Transformá-las em curtidas.

Obter repercussão.

Foi o que o Clube Atlético Metropolitano conseguiu ao anunciar a chegada de Ebere Christian Osinachi.

Atacante nascido na Nigéria.

22 anos (Faz 23 em abril).

“Campeão do Mundo é confirmado no Verdão!”

Chama a atenção, não chama?

Estratégia que deu certo.

Afinal, importante é gerar conteúdo.

Expandir e repercutir a notícia.

Ganhar likes.

Veja a montagem acima da conta no Twitter do “Última Divisão”, de São Paulo, sobre o tema.

De longe, sem mergulhar no contexto geral dos bastidores, a articulação chama a atenção.

Passa a impressão que o time blumenauense está montando uma seleção.

E está nadando em dinheiro.

Os caras são muito engajados e antenados.

São 22.265 seguidores no Twitter.

O Metropolitano tem 15.734 internautas.

Mesmo eu não gostando da linguagem utilizada, vem ganhando admiradores.

Se existe uma conexão forte e essa linha de publicação agrega valor à vida dos leitores/torcedores é outra história.

Ebere assinou contrato com o Metropolitano essa semana. Foto: CA Metropolitano

A mensagem do Metrô nas redes sociais foi sincera.

Geralmente não se passa o histórico completo do jogador, caso ele tenha algum deslize nessa trajetória.

Como a maioria tem preguiça de pesquisar, compra a ideia.

E geralmente mais tarde se frustra.

Ebere no Mundial Sub 17 de 2015 no Chile. Foto: Reprodução

Diz a nota que o ponta esquerda de 1,77 metros de altura marcou 28 gols nas categorias Sub 17 e 20 na seleção africana.

Que foi campeão mundial Sub 17 no Chile.

Que fez um dos gols (o terceiro) na vitória por 4 x 2 sobre o México na semifinal (2015).

Que tentou jogar no Rosário Central da Argentina, mas teve poucas oportunidades (2016/2017/2018).

Que não conseguiu atuar no Juventude RS por problemas na documentação (2019).

Que não conseguiu jogar no Cascavel PR pelo mesmo motivo (2020).

E que foi um dos artilheiros da Série B Catarinense ao marcar quatro gols em oito partidas com a camisa do Fluminense de Joinville (2020).

Ele ainda passou pelo Lageadense RS, fato não citado na nota (2019).

E não conseguiu jogar.

Seu início foi no ASJ Academy (2016).

Ebere ao se apresentar no Cascavel. Foto: Facebook Cascavel

Ebere estava sendo avaliado, vinha fazendo testes no Metropolitano, até ter sua contratação aprovada por Dyego Coelho.

É jogador de lado de campo e tem a velocidade e a força como principais características.

O histórico nos clubes grandes não ajuda.

Isso não significa nada.

O gringo pode arrebentar, desandar a fazer gols, chamar a atenção de uma equipe de maior expressão, ser negociado e deixar todo mundo contente.

Jogo-treino foi disputado no Atlético Itoupava. Foto: Giullio Rotermel

Em tempo.

Ebere só perdeu em popularidade no twitter para Dyego Coelho.

Até porque muita expectativa está sendo depositada no treinador.

Só que ele não vai conseguir fazer milagre com o que tem, por enquanto, na mão.

Dyego Coelho orienta os jogadores durante jogo-treino. Foto: Giullio Rotermel

Conversei com um colega de trabalho de Joinville.

“Ebere tem força e velocidade. Se destacou em um time (Fluminense) limitado. Vai ajudar bastante o Metropolitano, mas não esperem que ele seja o jogador diferenciado, o salvador da pátria”.

O atacante foi justamente o cara que mais chamou a atenção no primeiro teste de preparação para o Campeonato Catarinense – a estreia será dia 25 contra o Figueirense na Ressacada.

Derrota de 2 x 0 para o time Sub 20 do Avaí.

Jogo-treino que foi disputado na quinta-feira (18) à tarde no Atlético Itoupava.

Até o início da noite desta sexta-feira (19) não foi publicado absolutamente nada nas redes sociais do clube.

E nem vai ser publicado.

Uma cortina de fumaça.

De todo modo, a primeira impressão não foi uma mera ilusão de ótica.

Na verdade se trata de um preocupante presságio.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Covid-19: Um óbito e 166 casos registrados em Blumenau neste domingo

Mais um óbito por coronavírus foi registrado em Blumenau neste domingo (7). De acordo com o boletim diário da Secretaria de Saúde, a vítima...

PM fecha festa rave com 100 pessoas em Indaial

Uma festa com 100 pessoas foi fechada pela Polícia Militar na noite deste sábado (6) em Indaial, no Médio Vale do Itajaí. O fato...

Homens são presos por tráfico de drogas no bairro Boa Vista em Blumenau

Três homens foram presos pela Polícia Militar por tráfico de drogas no bairro Boa Vista em Blumenau neste sábado (6). O fato ocorreu na...

Motociclista morre após bater em ponte na BR-470 em Apiúna

Um acidente na noite deste sábado (06) deixou um homem morto na BR-470 em Apiuna, no Alto Vale do Itajaí. O acidente ocorreu por...

Domingo de sol entre nuvens e calor, com máxima de 30° em Blumenau

Para o domingo (7), os ventos úmidos que sopram do mar e perturbações atmosféricas favorecem a presença e variação de nuvens, alternado por aberturas...