Início Saúde Covid-19: vacina tríplice viral reduz em 74% risco de internação, aponta estudo...

Covid-19: vacina tríplice viral reduz em 74% risco de internação, aponta estudo realizado em SC

Voluntários vacinados com a tríplice viral tiveram redução de 54% na possibilidade de ter sintomas de Covid-19, enquanto o risco de serem internados caiu para 74%. Esses são os dados de uma pesquisa que está sendo realizada pelo Centro de Pesquisa do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc). As informações ainda são preliminares.

A tríplice viral, como é conhecida a vacina MMR, que age contra sarampo, caxumba e rubéola, usa microorganismos vivos e atenuados. Vários estudos têm demonstrado que esse tipo de imunizante apresenta uma excelente resposta imunológica a vários outros agentes, a chamada imunidade heteróloga. Desde julho, os pesquisadores catarinenses estão estudando o seu efeito na prevenção e na severidade da Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

O Centro de Pesquisa no HU-UFSC está fazendo a pesquisa com 430 voluntários da área da saúde. Uma parte recebe o imunizante e a outra, placebo (substância inativa). O estudo ainda está em andamento, com avaliação clínica e exames PCR dos participantes, com previsão de ser finalizado em março. Os dados acima fazem parte de uma “NOTA PRÉVIA – Análise Interina de Dados”.

“Não é a análise final”, explica o professor Edison Natal Fedrizzi, coordenador do estudo. “No decorrer do estudo, vamos fazendo algumas análises para avaliar possíveis efeitos colaterais e a eficácia do tratamento. Quando a gente tem um resultado significante, que está demonstrando a realidade, já começamos a divulgar porque provavelmente ele vai se manter ou melhorar até o final do estudo”.

A ideia por trás do estudo não é substituir as vacinas específicas, que já estão sendo administradas no Brasil. A tríplice viral, amplamente usada no Sistema Único de Saúde, pode ajudar na estratégia de vacinação, sendo aplicada nas pessoas que integram os grupos não prioritários na campanha de imunização.

O estudo da UFSC também está avaliando por quanto tempo a tríplice viral age contra o novo coronavírus. A hipótese é de que seja de três a seis meses, caso o paciente receba uma dose, ou oito meses a um ano, no caso de duas doses. Isso porque a tríplice viral, contra o coronavírus, age de uma forma diferente das vacinas específicas.

“Estamos usando um efeito deste tipo de vacina que é a primeira fase da imunidade, a imunidade nata. A imunidade de longo prazo é chamada de humoral, associada à produção dos anticorpos específicos contra o microorganismo alvo da vacina. A humoral produz anticorpos. A celular é a produção de células de defesa do nosso organismo no primeiro combate frente a um organismo agressor. É uma proteção contra qualquer infeção”, informou Fedrizzi.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Golpista se passava por vice-prefeito de Gaspar e é presa pela Polícia Civil

Policiais Civis do Setor de Investigações e Capturas de Gaspar cumpriram mandado de prisão preventiva de uma mulher de 44 anos por estelionato na...

Polícia Civil prende traficantes e apreende cocaína na Fortaleza

Dois traficantes de drogas foram presos na tarde desta segunda-feira (01) na Rua Fritz Koegler, bairro Fortaleza, em ação da Polícia Civil, através da...

Covid-19: Um óbito e 231 novos casos em Blumenau nas últimas 24h

Mais um óbito foi registrado nas estatísticas do coronavírus em Blumenau nas últimas 24 horas. A vitima mais recente foi uma mulher de 94...

Coronavírus: Ambulatório Referência da Vila Germânica amplia horário de atendimento

O Ambulatório Referência para Casos Suspeitos de Coronavírus, localizado no Setor 3 do Parque Vila Germânica, ampliou os horários de atendimento durante a semana....

PM divulga números do fim de semana da Operação “Todos Contra a Covid-19”

O 10° Batalhão de Polícia Militar em Blumenau divulgou neste fim de tarde de segunda-feira (01) os numeros do fim de semana da Operação...