InícioGeralPequenos recipientes e lixo são os principais criadouros do Aedes aegypti em...

Pequenos recipientes e lixo são os principais criadouros do Aedes aegypti em SC

Se você tem o hábito de cultivar flores, é bom ficar atento, principalmente nesta época do ano, com a chegada do verão. Isso porque os pequenos recipientes, como os pratinhos de plantas, foram apontados como os principais potenciais criadouros do mosquito da dengue no Estado de Santa Catarina, conforme o Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa).

De acordo com o LIRAa, os pequenos recipientes representam 38,1% dos possíveis criadouros, em seguida aparecem o lixo e a sucata com 25,7%. No total, foram inspecionados 88.755 depósitos no Estado. Os dados completos do relatório foram divulgados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina.

Outro dado que o LIRAa apresenta é o risco da transmissão das três doenças nos municípios considerados infestados pelo mosquito. Dos 103 que realizaram a atividade, dois (1,9%) apresentam alto risco de transmissão (Caibi e União do Oeste); 36 (35,0%) médio risco e 65 (63,1%) baixo risco.

Blumenau está entre municípios que apresentaram baixo risco. Entretanto, mesmo com o baixo índice de transmissão, a cidade apresentou um aumento de 259% nos focos de dengue somente este ano. Sete bairros são considerados infestados: Vila Nova, Victor Konder, Vila Nova, Itoupava Seca, Jardim Blumenau, Água Verde e Itoupavazinha.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com