InícioGeralMorre a mãe de Bianca Wachholz, principal testemunha da morte da artista...

Morre a mãe de Bianca Wachholz, principal testemunha da morte da artista plástica

A família de Bianca Wachholz está de luto, novamente. Desta vez, pela morte de Sônia Rudolfo de Lima, a mãe da artista plástica, que foi assassinada pelo ex-namorado dentro da própria casa, no bairro Itoupava Central, em Blumenau, em julho de 2018. A idosa, que tinha 70 anos, sofreu uma parada cardíaca por volta das 6h e não resistiu.

O velório acontece a partir das 13h no Crematório Neuhaus, na BR-470, no Salto do Norte. A cerimônia de despedida será às 19h30min. Dona Sônia deixa o marido Celso e outro filho. A mulher seguia morando com o esposo na casa onde o crime aconteceu. Ela foi a principal testemunha do assassinado da própria filha.

Em 2019, quando o feminicídio completou um ano, a família abriu as portas da sua casa para a equipe do Portal Alexandre José. Dona Sônia estava muito abatida, sempre triste, emocionada ao falar de Bianca e de todas as lembranças dela. Em uma reportagem especial, a jornalista Jamille Cardoso conversou com ela. Reveja a matéria:

No dia 24 de outubro do ano passado, o ex-namorado de Bianca foi condenado a 26 anos, um mês e cinco dias de reclusão, depois de mais de 13 horas de julgamento. Everton Balbinott de Souza já estava no Presídio Regional de Blumenau desde 27 de julho de 2018, quando teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

O crime

Bianca Wachholz foi morta no dia 25 de julho de 2018, na casa dos pais, no bairro Itoupava Central. O crime foi presenciado pela mãe da vítima, dona Sônia. Segundo testemunhas, Everton não aceitava o fim do relacionamento. Um dia antes de cometer o homicídio, o acusado já havia ameaçado a vítima dizendo que a mataria colocando uma arma em sua cabeça.

Bianca, assustada e com medo, foi até a casa dos pais e naquele mesmo dia enviou um áudio pelo WhatsApp a um amigo do casal relatando tudo o que havia acontecido e disse que registraria um boletim de ocorrência. Cerca de uma hora depois, Everton pulou o muro da residência. A artista plástica disse à mãe que ouviu alguém entrando.

Ao abrir a porta da cozinha, dona Sônia se deparou com o ex-companheiro da filha e convidou ele para entrar. Em seguida, Bianca apareceu no corredor e perguntou se Everton estava armado. Naquele momento, ele sacou o revólver e perseguiu a vítima, que se desequilibrou e caiu no chão do banheiro. Foi aí que ele fez um único disparo no rosto de Bianca, que morreu na hora.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com