Início Emerson Luis Esporte: Ser campeão ou conseguir o acesso? Tanto faz. Por Emerson Luis

Esporte: Ser campeão ou conseguir o acesso? Tanto faz. Por Emerson Luis

Essa semana encontrei na entrada de um shopping aqui de Blumenau a propaganda de uma loja com produtos do Flamengo. 

Lá estavam Gabigol e Everton Ribeiro como garotos-propaganda. 

Segurando taças. 

Um título tem como premissa valorizar o jogador, o treinador, a instituição. 

Só que nem todos são beneficiados.

Elenco campeão de 2018. Foto: FCF

Vou usar o exemplo do próprio Metropolitano para justificar que a conquista de 2018, de certa maneira, não ajudou exatamente o clube, em nada.

Após ser campeão da Série B criei na época aqui no Portal, na Massa FM e na NDTV, inclusive para todo o estado, com a participação no Clube da Bola, a expectativa de que teríamos aumento de patrocinadores, parceiros, sócios, torcedores…

Um trânsito menos burocrático em Brasília para buscar recursos.

O resgate do orgulho e da autoestima.

Depois de um tempo de sofrimento, oficialmente, o time levantava seu primeiro troféu.  

Foi uma bonita festa que tive o prazer de acompanhar. 

Que começou em Itajaí. 

Parou em frente à antiga prefeitura. 

E terminou em um bar no bairro Itoupava Norte. 

Diretores, jogadores, integrantes da comissão técnica e torcedores bebemoraram aquele momento ímpar. 

Aí veio 2019. 

E depois de uma campanha irregular, com problemas (o atraso de salários foi um deles), a equipe foi rebaixada.

Metropolitano em ação no Sesi em 2019. Foto: CA Metropolitano

Lógico que ser campeão é bom. 

Só que nesse momento, o mais importante é subir. 

Para isso basta um empate neste domingo (13), em Tubarão, contra o Hercílio Luz. 

Se o Próspera vencer o Navegantes (que luta para não cair) e ficar tudo igual no sul do estado, o Metrô termina em 3º lugar. 

E alcança o acesso. 

Contudo, uma vitória simples no Estádio Anibal Costa o coloca na decisão. 

Com chance de ser bicampeão. 

Hercílio Luz lidera a Série B. Foto: Reprodução

Curioso para saber como foram os contatos durante a semana entre os cartolas e se de fato, as equipes farão um “jogo de compadres”.

Como a briga lá em cima está boa e tem também a luta contra o rebaixamento, seguem a classificação e a tabela da 9ª rodada detalhadas.  

Toda essa angústia poderia ser evitada com antecedência se o time de Eduardo Costa não tivesse perdido para o Próspera por 3 x 0.

Um concorrente direto, é verdade.

Até dá para relevar. 

Porém, a derrota para o lanterna Guarani, em Palhoça, por 2 x 1, foi determinante. 

De todo modo, fica a expectativa de fato para que o retorno à primeira divisão seja confirmado.

Seria um desastre ficar fora.

É difícil, mas pode acontecer se a equipe perder para o Hercílio Luz e Próspera e Barra vencerem respectivamente Navegantes e Fluminense – nesse caso, o Barra terá de tirar um saldo de cinco gols.

Até porque não acredito que a empresa que terceirizou o departamento de Futebol terá motivação para disputar uma nova e desgastante segundona – mesmo com contrato até dezembro de 2021.     

Time de 2018 comemora um gol no Sesi. Foto: CA Metropolitano

E cá entre nós, era para ser bem menos complicado do que há dois anos.

O nível técnico da competição é sofrível.

Comparando os elencos, aquele de 2018 era bem superior.

Individual e coletivamente.   

Complexo Esportivo Bernardo Werner (Sesi). Foto: Reprodução

Vira e mexe esbarro na redação com algum político que vem participar de alguma entrevista. 

Recentemente um deles me perguntou (geralmente não sabem nem se o time está disputando alguma coisa): e o Metrô? 

Pacientemente expliquei sobre a situação e tal.

E aproveitei para mostrar todo meu descontentamento e inconformismo pelo(s) time(s) não jogar(em) na própria cidade, por não termos um estádio, sobretudo municipal, e ter de depender de favores. 

Mudança de assunto.

Mesmo com o acesso e oxalá com torcida em campo, ano que vem vamos seguir pelos próximos três anos (tempo do contrato com o Atlético de Ibirama) sendo motivo de chacota.  

Vergonha que não tem prazo de validade.

Estádio da Baixada em Ibirama, “a casa” do Metropolitano. Foto: Reprodução

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Preço do litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras

A Petrobras reajustou o preço médio do litro da gasolina vendida nas refinarias em R$ 0,15. O novo valor será de R$ 1,98 para...

Covid-19: Blumenau ainda aguarda informações e envio das vacinas pelo Estado

Quantas vacinas serão enviadas a Blumenau neste primeiro momento e quando as mesmas chegarão à cidade? Tais perguntas, muito realizadas pela população nesta segunda-feira...

Furb disponibiliza equipamentos para vacinação da Covid-19 em Blumenau

A Universidade Regional de Blumenau (Furb) divulgou nesta segunda-feira (18) ter disponibilizado à Prefeitura de Blumenau ultra congeladores para armazenar vacinas contra a Covid-19....

Vídeo: Polícia Civil resgata cão em situação de maus-tratos em Gaspar

Um cachorro em situação de maus-tratos foi resgatado pela Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (18) em Gaspar. De acordo com o delegado Egídio...

Covid-19: Blumenau confirma uma morte e 129 casos nesta segunda-feira

A pandemia do novo coronavírus ainda é realidade em Blumenau. De acordo com a Secretaria de Saúde, mais uma morte foi confirmada na cidade...