Início Emerson Luis Esporte: Quando o jogador comum vira craque. Por Emerson Luis

Esporte: Quando o jogador comum vira craque. Por Emerson Luis

Tem gente que se vislumbra muito fácil.

Que aposta cegamente em um jogador comum, que atravessa um período brilhante, que se transforma em craque, da noite para o dia.

A paixão cega.

Por isso são os dirigentes (que deveriam agir com a razão, que contratam boleiros meia-boca e pagam salários exorbitantes) os maiores culpados.

Geralmente em conluio com os empresários.

Os clubes não quebram de graça. 

Dodi nos tempos do Criciúma. Foto: Reprodução

E um dos exemplos dessa carência é o paranaense Douglas Moreira Fagundes, o Dodi. 

Volante de 24 anos que despontou no Criciúma e “brilhou” no Fluminense. 

No Tigre (2014 a 2018) foram 146 partidas.

Nove gols marcados. 

No tricolor 74 jogos. 

E dois gols!

Um por temporada.

Dois anos que precisou para se firmar como titular.

Inserido em um elenco fraco, se destacou, e se valorizou. 

No passado, o cara precisava jogar muito e empilhar taças para receber um aumento de salário. 

Dodi em ação pelo Fluminense. Foto: Reprodução

Este era para ser o assunto da semana passada quando a briga nos bastidores entre o staff do atleta e a diretoria tricolor estourou por conta da renovação de contrato.

Só que a morte de Maradona obviamente virou prioridade aqui neste espaço.

Não tenho absolutamente nada contra esse ou aquele atleta.

Dodi virou personagem porque, para meu espanto, tem sua carreira assessorada por três empresários.

Não basta um empresário.

São três! 

Que pediram um caminhão de dinheiro para que ele permanecesse nas Laranjeiras. 

É muita gente bajulando o jogador, colocando pilha na sua cabeça, querendo se dar bem em uma transação. 

Dodi aparenta ser um rapaz bem simples e centrado, mas o dinheiro faz qualquer um perder o foco rapidinho.

Pessoas sem emprego por causa da pandemia, com salários reduzidos, com férias forçadas, afastados, doentes, e o trio pediu R$ 250 mil por mês (Dodi recebe R$ 70 mil), e ainda um adiantamento (luvas) de R$ 2 milhões de reais!

Surreal.

Contudo, no fundo, no fundo, deve ser broxante saber que o lateral Orinho ganhava até esses dias, antes de ser emprestado para o Oeste SP, R$ 90 mil.

Pablo Dyego cedido ao CRB R$ 80 mil.

Yago Felipe e Yuri R$ 100 mil.

Fernando Pacheco, Michel Araújo e Felipe Cardoso R$ 120 mil.

Egídio e Danilo Barcelos R$ 200 mil.

Ganso R$ 350 mil…

É frustrante mesmo.

Só que R$ 2 milhões de luvas é um exagero.

A diretoria cortou o barato da turma.  

Dodi está treinando em separado em horário alternativo até o fim do contrato agora em dezembro.

Egídio em treino do Fluminense. Foto: Netflu.com.br

Outro jogador que pode seguir o mesmo destino e que considero subestimado é Lincoln, do Flamengo. 

64 jogos.

Oito gols. 

É centroavante.   

Contra o Racing nem no banco ficou.

Foi rebaixado de divisão. 

Ele e seus empresários (sim, no plural) berraram.

O clima esquentou.

Orientado por quem cuida da sua carreira, o jovem de 19 anos se negou a defender o time Sub 20 contra o Bahia, em jogo válido pela 16ª rodada, disputado nesta quinta-feira (3), com vitória baiana por 1 x 0. 

O clube não deixou batido. 

Lincoln chegou para treinar e seus materiais sequer estavam à disposição no vestiário.

A ação produziu uma “queda de braço” com os agentes.

Nesta sexta-feira (4) a tarde, de cabeça mais fria, Lincoln se apresentou ao Sub 20 e cumpriu a determinação da diretoria.

Por ora, está descartado do elenco profissional.

Lincoln está de saída do Flamengo. Foto: Reprodução

O Flamengo tenta negociá-lo, visto que as eliminações na Copa do Brasil e Libertadores pesaram nas finanças. 

Precisa de grana até o dia 31 para comprar Pedro por 14 milhões de euros junto à Fiorentina.  

Durante a última janela de transferência, o clube recebeu, ao menos, sete propostas para negociar o centroavante:

Almería (Espanha), Pafos (Chipre), FK Sochi (Rússia), Mouscron (Bélgica), Nantes (França), Dínamo de Kiev (Ucrânia) e City Group (Inglaterra).

Após algumas boas atuações e gols, o olho cresceu e a diretoria rechaçou as ofertas. 

Também segurou o atacante a pedido de Domenèc Torrent.

Vacilou.

Me lembra o que o Grêmio fez com Luan.

Luan arrebentou no Grêmio. Foto: uol.com.br

Agora os cartolas estão tentando retomar a negociação com o Pafos, 6º colocado do campeonato cipriota, que em tese, não quer mais conversa porque o rubro-negro fez pouco caso lá no começo das tratativas.  

A proposta gira em torno de 4 milhões de euros por 75% dos direitos econômicos. 

O clube poderia, “no auge”, vendê-lo para o grupo que administra o Manchester City (que queria repassá-lo para o Troyes da segunda divisão da França).

Pediu 8 milhões de euros por 100% do passe.

Não deu jogo.

Imagina o arrependimento.  

Thiago Galhardo comemora gol no Internacional. Foto: Reprodução.

Quem vive momento singular é Thiago Galhardo.

É o artilheiro isolado da Série A com 15 gols.

Até foi convocado para a seleção – isso pesa no currículo.

Na verdade fez turismo porque não foi utilizado por Tite.

Um jogador normal que atravessa uma fase iluminada.

Que começou a se apagar junto com a equipe após a saída de Eduardo Coudet.

O departamento de Futebol colorado aguarda ansioso por uma ligação do exterior.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Crianças passam horas à espera de atendimento no Hospital Santo Antônio

Crianças com sintomas de gripe e, por consequência, de Covid-19 passam horas à espera de atendimento médico no Hospital Santo Antônio, em Blumenau, nesta...

Autor de homicídio é preso menos de cinco horas após o crime em Rio do Sul

Do crime a detenção do autor em uma manhã apenas. Um homem de 63 anos foi encontrado morto no início da manhã desta terça-feira...

PM apreende arma, drogas e prende suspeitos de tráfico no Badenfurt

Dois homens foram presos pela Polícia Militar nesta terça-feira (20) por porte ilegal de arma e suspeitos de tráfico de drogas no Badenfurt, em...

Covid-19: Três mortes e 137 novos casos em Blumenau nas últimas 24h

Mais três mortes decorrentes do novo coronavírus foram registradas em Blumenau nas últimas 24h, de acordo com as informações do boletim diário da Secretaria...

Obras interferem no trânsito da Rua Frei Estanislau Schaette nesta quarta-feira

O trânsito na Rua Frei Estanislau Schaette, no bairro Água Verde, em Blumenau, vai sofrer interferências nesta quarta-feira (21). Mesmo com o feriado nacional,...
error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com