Início Emerson Luis Esporte: Nada além de maquetes e projetos. Por Emerson Luis

Esporte: Nada além de maquetes e projetos. Por Emerson Luis

A foto de capa é o protótipo do Estádio Regional de Blumenau.

Que seria construído atrás do terminal de ônibus, no bairro Salto do Norte.

Década de 80.

A bela maquete ficava na recepção da prefeitura.

Não sei onde foi parar.

Até hoje estou atrás de uma foto e não encontro.

Tinha como espelho o estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Estádio Serra Dourada em Goiânia. Foto: Reprodução

Evidentemente que nunca saiu do papel.

Foi o mais próximo que chegamos a esse desejo tão comum e concretizado em dezenas de cidades catarinenses.

Antes disso havia um plano para a construção de um estádio municipal na região do Parque Ramiro Ruediger.

Foi abortado.

A prioridade era o “estádio do Aterro Sanitário” ou “estádio do lixão”, como falavam naqueles tempos.

Parque Ramiro Ruediger. Foto: Giovanni Silva

Importante fazer um comparativo, com fotos e fatos, dos parques públicos de Blumenau e Indaial.

Cultuamos o Ramiro em verso e prosa, mas o Jorge Hardt é bem mais amplo e completo – tem opção para grandes eventos (a Vila Germânica de lá), com amplo estacionamento, lagoa para pescar, pistas de caminhada, kart (não existe em Blumenau) e de motociclismo (a nossa, no Tatutiba, é particular).

E tem também um campo de futebol com condições de se erguer arquibancadas.

Parque Jorge Hardt em Indaial. Foto: Reprodução

Tinha prometido a mim mesmo não escrever mais sobre o assunto.

Até porque foram três colunas dedicas ao tema.

Duas em 2014 e 2015 quando era colaborador do site Notícias do Dia do Grupo ND.

E a mais recente, este ano, aqui mesmo no Portal.

Na postagem de 2014 fui generoso.

Citei que “apenas” 27 cidades possuíam estádios municipais.

A respectiva população de cada lugar também está inserida nos links acima.

Fiz uma nova pesquisa essa semana.

A lista aumentou consideravelmente.

Seguem alguns exemplos, primeiro em fotos:

Estádio de Canelinha na final do futebol amador: Foto: Reprodução
Estádio de São João Batista: Foto: Reprodução
Estádio de Anita Garibaldi. Foto: Reprodução
Estádio de Taió. Foto: Reprodução
Estádio João Marcatto em Jaraguá do Sul. Foto: Reprodução.
Estádio Renato Silveira em Palhoça. Foto: Reprodução
Estádio em Seara. Foto: Reprodução
Estádio de Massaranduba. Foto: Reprodução
Estádio em Videira. Foto: Reprodução
Estádio Carlos Barbosa Fontes em Gaspar. Foto: TV Gaspar

Separei pelo menos outros 19 campos que podem e poderiam receber jogos em SC
(alguns com as devidas modificações):

Estádio Municipal Silvério Pucci Ceregatti, em Anita Garibaldi.

Estádio Municipal Galeão, em Canelinha.

Estádio Municipal Erich Rode, em Massaranduba.

Estádio Municipal Victório Pierozan, em Seara.

Estádio Municipal Carlos Wilson Schröeder, em Schröeder.

Estádio Municipal Luiz Leoni, em Videira.

Carlos Barbosa Fontes, do Clube Atlético Tupi, em Gaspar.

João Marcatto, do Juventus, em Jaraguá do Sul.

Renato Silveira, do Guarani, em Palhoça.

Cônsul Carlos Renaux e Paysandu, em Brusque.

Mário Balsini do Próspera e Heriberto Hulse, em Criciúma.

Aderbal Ramos da Silva, do Avaí, e Orlando Scarpelli, do Figueirense, em
Florianópolis.

Hercílio Luz, do Marcílio Dias, e Camilo Mussi do Barroso, em Itajaí.

Anibal Costa, do Hercílio Luz, e Domingos Gonzales, do Tubarão.

Estádio Anibal Costa, em Tubarão. Foto: Reprodução

 

Estádio Domingo Gonzáles, em Tubarão. Foto: Reprodução

Chega.

Importante lembrar que para participar de uma competição profissional,
independente da divisão, a Federação Catarinense de Futebol passou a exigir a
ampliação do gramado com medidas da FIFA.

105 metros de comprimento e 68 de largura.

Todos os campos com partidas oficiais foram adaptados.

Muitos ainda precisam de adequação.

 

Estádio do Sesi. Foto: Reprodução

Era o caso do Sesi, que deixou bem explícito que não bancaria a conta sozinho – a pista de atletismo seria afetada diretamente com a mudança.

Outra decisão que pesou, em 2019, foi que a estrutura para o futebol profissional não seria mais alugada.

Teve muita dor de cabeça.

O Metropolitano, sem grana, optou por fazer uma parceria com o Atlético Hermann Aichinger, que gastou cerca de R$ 40 mil nas reformas (valor que o clube vai saldar em quatro prestações de R$ 10 mil pela ocupação do espaço).

 

Estádio do Atlético, em Ibirama. Foto: Reprodução

E o BEC, agora com nova diretoria, empossada no último dia 2, talvez jogue a
Série C no Floresta, em Pomerode, o que é mais provável, ou em Indaial no XV
de Outubro.

Os campos têm as dimensões solicitadas.

De qualquer maneira existem outros gastos que deixam a conta salgada, pois é
necessário ter cabines de Imprensa, camarotes (sala) para a Federação e time
visitante, vestiários decentes, alambrados novos e por aí vai.

 

Campo do Floresta em Pomerode: Foto: Reprodução

O Aderbal foi demolido.

E fomos reféns do Complexo Esportivo Bernardo Werner desde quando ele foi inaugurado, em 4 de dezembro de 1978.

 

Estádio do Sesi sem as cadeiras atuais. Foto: Reprodução

 

Estádio Aderbal Ramos da Silva, demolido em 2007. Foto: Reprodução

Volto ao tema porque na semana do aniversário de Blumenau, a falta de um estádio se tornou motivo de um pequeno debate nas redes sociais.

Até porque, convenhamos, ser um inquilino há 170 anos, é vergonhoso.

Sabe o que mudou nos últimos anos?

Isso mesmo: nada.

Nossa letargia é atemporal. 

 

Estádio Augusto Bauer. Foto: Reprodução

Os detratores vão falar: o Brusque Futebol Clube também não tem estádio.

Verdade.

Desde que foi fundado, em 1987, aluga o Augusto Bauer.

Paga um valor mensal ao Carlos Renaux, dono do estádio.

Se precisar também tem o Paysandu, com infraestrutura inferior.

 

Estádio do Paysandu em Brusque. Foto: reprodução

Brusque tem o seu projeto.

Em parceria com seu maior incentivador.

A pandemia atrapalhou o cronograma.

Voltou para a teoria.

 

Futuro estádio do Brusque ou Arena Havan. Foto: Reprodução

Este, portanto, não é só um privilégio nosso.

Mas não dá para negar que nesse aspecto somos especialistas.  

 

Projeto de ampliação do Estádio do Sesi. Foto:Fiesc

 

Projeto do Estádio do Metropolitano. Foto: Volkmann Arquitetura

 

Projeto do Estádio Regional de Blumenau. Foto: Internet

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Antecipação do auxílio-doença poderá ser pedida sem limitação de distância

Até 31 de outubro, os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão pedir a antecipação do auxílio-doença em todas as...

MEC publica edital para 50 mil vagas remanescentes do Fies

Foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (29) o edital do processo de inscrição para cerca de 50 mil vagas...

Carlos Moisés entrega defesa referente ao segundo pedido de impeachment

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) entregou nesta terça-feira (29) a defesa referente ao segundo pedido de impeachment em tramitação na...

Gastronomia: os benefícios do chocolate para as pessoas, por Juliana Fraga

Que chocolate é bom e deixa a gente mais feliz todo mundo já sabe, mas você sabia que o doce também faz...

Blumenau tem uma morte e 51 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h

Chegou a 151 o número de vítimas fatais do novo coronavírus em Blumenau, divulgou a Secretaria Municipal de Saúde nesta terça-feira (29)....