Início Emerson Luis Esporte: Parque Ramiro não cede e áreas coletivas seguem vetadas. Por Emerson...

Esporte: Parque Ramiro não cede e áreas coletivas seguem vetadas. Por Emerson Luis

O governo do estado flexibilizou semana passada algumas atividades esportivas ao ar livre.

Com regras.

Umas com lógica (surf, skate, beach tênis).

Outras, nem tanto (basquete, vôlei e futevôlei).

Que podem ser praticados em praias, calçadões, ciclovias, locais ao ar livre e parques.

Esportes coletivos de contato, como futebol, profissional ou amador, ainda não estão autorizados nesses espaços e em nenhum lugar.

Bem como aulas nas escolinhas ou encontro de patotas nas quadras de soccer.

Prática de vôlei não está liberada no Ramiro. Foto: Divulgação

Desde então fiquei me perguntando:

Como jogar basquete e vôlei com esses “regulamentos” que pedem, por exemplo, que se mantenha quatro metros de distância entre um praticante e outro?

Quem consegue “brincar” o tempo todo com uma máscara no rosto?

O cara, uma hora ou outra, vai levar a mão aos olhos, na boca, vai suar, pois as duas modalidades exigem muita intensidade, sobretudo o basquete.

É uma das prerrogativas.

Está liberado desde que antes de tocar o rosto faça-se a higienização das mãos.

Seria mais prático ter exigido o uso de luvas.

Enfim, quase ninguém vai conseguir se adaptar.

É necessário, obrigatório o uso de máscaras, temos de cumprir a determinação, mas convenhamos, se já é desconfortável no uso diário, no trabalho, imagina praticando uma atividade física.

Zagueiro treina na Alemanha com máscara. Foto: agazeta.com.br

Foi pensando nisso que Prefeitura e Vila Germânica (que administra o Parque Ramiro Ruediger) decidiram não liberar nada.

Cabe ao município acatar ou não uma determinação como essa do governo.

Não pode é descumprir.

Logo, tudo segue como antes, como determinado no dia 21 de abril, após a reabertura da estrutura.

Continuam lacradas as quadras de basquete, vôlei, tênis (que não consigo entender porque se o esporte é individual), skate, futebol, academia ao ar livre (também não compreendo) e parquinho.

O espaço segue tolerado apenas para caminhadas, corridas e bicicletas.

Depois da Polícia Militar informar que não havia cabimento em vetar a área verde, está permitido relaxar no gramado ou bater uma bolinha com as crianças.

Não pode é ter aglomero.

Basquete segue vetado. Foto: Camila Mello

Segundo um servidor com quem conversei, o pico da frequência ocorreu neste sábado (2) quando o Ramiro recebeu cerca de 400 pessoas em determinado momento – deve ser superado hoje por volta das 17h.

O local já chegou a ter 3 mil pessoas em um fim de semana.

400 usuários.

Esse é o “limite” decidido para efeito de controle do fluxo.

Limite, convenhamos, muito subjetivo.

Até porque tudo é feito no olhômetro ou no chutômetro.

Não há catracas na entrada (o único acesso é pela rua Alberto Stein) e não há sistema de monitoramento.

Além disso, o patrulhamento de bikes da PM, que ajuda bastante quando está por lá, não funciona aos sábados e domingos.

São apenas dois funcionários, por turno, para controlar uma área de 40 mil m².

Para prevenir possíveis aglomerações e “infrações”, como levar seu cachorrinho para dar um passeio ou fazer um piquenique- em tese isso não está permitido.

Foto: Prefeitura de Blumenau

Me indigna saber que até hoje o parque não tenha câmeras.

Mas também quando cobro fiscalização e limite lembro das pracinhas cheias (com jogos de basquete, inclusive), dos bares, das conveniências, das filas nos bancos, lotéricas, do aglomero nos supermercados…

O que pode?

O que não pode?

Falta de fiscalização.

Falta de bom senso.

A mistura perfeita.

Como manda a receita.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Covid-19: Governo estadual decreta novas medidas para enfrentamento à pandemia

O Governo Estadual anunciou nesta quarta-feira (24) novas medidas de enfrentamento à Covid-19 em Santa Catarina. Previstos em decreto, os protocolos de saúde buscam...

Prefeitura de Blumenau esclarece cálculo de ocupação das UTIs Covid-19

A taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid-19 em Blumenau foi tópico de diversos questionamentos durante esta quarta-feira (24). Afinal, a cidade ainda...

Covid-19: Duas mortes e 251 casos registrados nas últimas 24h em Blumenau

Mais duas mortes decorrentes do coronavírus foram registradas nas últimas 24h em Blumenau. As vitimas foram dois homens: um de 75 anos - internado...

Homem é encontrado morto na região central de Blumenau

Um homem foi encontrado morto na tarde desta quarta-feira (24) na Rua Paraíba, bairro Victor Konder. O corpo estava em um imóvel comercial desocupado...

Bombeiros socorrem menina de 11 anos que se engasgou em escola de Indaial

Uma menina de 11 anos precisou ser socorrida na tarde desta quarta-feira (24) após sofrer uma obstrução de vias aéreas (engasgo) em Indaial. Conforme...