InícioPolíciaPolícia Civil prende suspeito de matar taxista com tiro no bairro Velha

Polícia Civil prende suspeito de matar taxista com tiro no bairro Velha

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau, prendeu o principal suspeito de matar com um tiro o taxista Ismael Batista Liz, de 36 anos, em fevereiro deste ano. O crime ocorreu na casa da vítima, na Rua dos Pescadores, no bairro Velha. O homem foi encontrado caído sem vida na garagem, ao lado do carro, pelo amigo e companheiro de trabalho.

Segundo a Polícia Civil, as investigações começaram logo em seguida ouvindo diversas testemunhas. No dia do crime, um vizinho suspeito, que tinha passagens pela polícia, saiu de casa levando os pertences pessoais, se despediu dos familiares e pediu perdão à mãe já que teria feito “algo errado com uma pessoa boa.”

Os policiais descobriram que o taxista tinha em casa duas armas de fogo e que o vizinho estava interessado nos revólveres. A vítima teria dito a uma terceira pessoa, que estava com medo do suspeito e que, por isso, dormia com uma das armas ao lado da cama. Ainda conforme as investigações, o suspeito tentou arrombar a casa de Ismael no dia anterior quando ele não estava no local.

Os policiais acreditam que, no dia do crime, a vítima teria autorizado a entrada do vizinho até a garagem e, em determinado momento, Ismael foi rendido e morto pelo disparo atingindo o peito. Logo em seguida, o suspeito foi para a própria casa, pegou as coisas e fugiu. A Polícia Civil representou à Justiça o pedido de prisão temporária do vizinho, conhecido como Édinho.

O mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Blumenau. O homem foi localizado e preso no município de Barra Velha, no Litoral Norte. Agora, os policiais têm 30 dias para concluir o inquérito e ouvir nossos depoimentos neste período. A investigações firmaram a cargo do delegado Egídio Ferrari.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com