Início Geral Moradores de Blumenau não conseguem agendar atendimento presencial no Sine

Moradores de Blumenau não conseguem agendar atendimento presencial no Sine

Desde a última segunda-feira (20), quando as unidades do Sine de Santa Catarina passaram a agendar atendimento presencial, muitos moradores de Blumenau tentam ligar para a agência no número indicado e mandar e-mail para o endereço eletrônico, mas não têm sucesso. Na prática, o sistema de agendamento não funciona e provoca atraso para quem precisa dar entrada no seguro-desemprego.

Embora a orientação seja fazer o procedimento pelo aplicativo Sine Fácil, do Governo Federal, alguns procedimentos não são concluídos através do app e requerem a intervenção de um servidor. Porém, por conta da pandemia de coronavírus, os funcionários trabalham de forma remota, pata evitar aglomerações e a possível propagação da Covid-19 nos postos de atendimento do Sine.

Patrícia Pinheiro já tentou de todas as maneiras. Depois de mandar e-mail e fazer mais de 40 ligações, ela resolveu ir pessoalmente ao Sine de Blumenau para ver se tinha realmente alguém na unidade. “Tá em situação crítica? Tá, mas eu acho que eles tinham que ter um pouquinho mais de respeito com a sociedade. É impossível que o telefone esteja sempre ocupado”, desabafou ela, depois de ir embora sem ter um retorno.

O assunto foi tema de dois requerimentos protocolados na última sessão da Câmara de Blumenau, na quinta-feira (23). Alexandre Caminha (SD) pediu “providências ao Governo do Estado de Santa Catarina para que, na forma e dentro do prazo legal, responda ao seguinte pedido de informação: Existe a possibilidade de que o Sine possa exercer parte de suas funções em regime presencial?”

O vereador Bruno Cunha (Cidadania) também encaminhou ofício. “A plataforma digital disponibilizada pelo governo está com muitos problemas técnicos. (…) Outro problema do pedido ser exclusivamente online é o fato de que nem todas as pessoas têm acesso a computadores ou internet. Alguma medida em relação ao caso já está sendo estudada? A qual órgão compete tomar medidas para solucionar o caso?”, consta no documento.

Em 15 de abril, o prefeito Mário Hildebrandt solicitou ao governador Carlos Moisés a reabertura do Sine em Blumenau. No pedido, ele chegou a oferecer a estrutura da Praça do Cidadão, na sede da Prefeitura, para que fossem realizados os atendimentos. Porém, em resposta no dia seguinte, o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, alegou que está proibida a aglomeração de pessoas, conforme regras sanitárias.

O que diz a coordenação do SINE-SC

Procurada pela equipe do Portal Alexandre José, a coordenação estadual do Sine-SC informou através da sua assessoria de imprensa que as unidades têm atendido uma elevada demanda presencial no seguro-desemprego devido aos impactos da crise por conta do novo coronavírus, sendo o segundo estado no país a dar maior vazão nos encaminhamentos ao Governo Federal.

Por meio de uma nota, alegou ainda que “a solicitação do seguro-desemprego é coordenada pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que devido ao aumento do número de pedidos, está com uma vazão lenta nos processos. O Governo Federal segue redobrando esforços para garantir o atendimento não presencial”, esclarece.

Em Santa Catarina, todas as agências do Sine estão concentrando os encaminhamentos por e-mail e dúvidas por meio dos telefones disponíveis e, ainda, em alguns casos, agendamento presencial. Porém, a orientação é que as pessoas preencham o cadastro online no site do Governo Federal e, ao final, ao receber uma mensagem para validação presencial da documentação, façam o procedimento pelo e-mail: seguro@sine.sc.gov.br. 

Divergências na documentação também podem ser resolvidas com o envio de fotos da documentação pelo e-mail disponibilizado acima. Em casos específicos – apenas com agendamento – o trabalhador deve se dirigir as agências do Sine, sempre no período da tarde, em todas as unidades estaduais.

Sobre a reclamação das ligações não atendidas, a resposta foi que “os telefones estão disponíveis mas, os usuários devem aguardar a fila de espera ou retornar a ligação mais tarde, dentro do horário de atendimento, entre 13h e 18 horas. O Sine-SC segue atuando, junto ao Governo Federal, para qualificar os sistemas disponíveis e agilizar os atendimentos”.

Jamille Cardoso -
Jamille Cardoso é jornalista formada pela Univali (Itajaí-SC), com 15 anos de experiência na área. Atuou em assessoria de imprensa, programas de rádio, mas foi ao telejornalismo que dedicou mais tempo (12 anos no total), com passagens por emissoras afiliadas a Globo, Record e SBT. Blumenauense, mãe e repórter da Massa FM Blumenau.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Vídeo: incêndio atinge prédio abandonado no centro de Blumenau

O Corpo de Bombeiros foi acionado na noite desta terça-feira (2) para combater um incêndio que atingiu um prédio abandonado na região...

Sobrados em Blumenau: 7 opções prontas para morar

Realizar o sonho da Casa Própria é o maior dos sonhos dos brasileiros, ficando na frente de outros desejos de consumo como...

Prefeitura de Blumenau trabalha para que o transporte coletivo retorne na segunda-feira

O prefeito Mário Hildebrandt informou, durante entrevista coletiva realizada na noite desta terça-feira (2), que a Prefeitura de Blumenau segue trabalhando para...

Coronavírus: Blumenau registra 19 casos e soma 818 infectados; seis estão na UTI

19 novos casos de coronavírus foram registrados em Blumenau nas últimas 24h, divulgou o prefeito Mário Hildebrandt durante entrevista coletiva realizada na...

Coronavírus: mais de 60% dos infectados já estão recuperados em Santa Catarina

Chegou a 9.660 o número de pessoas diagnosticadas com o coronavírus em Santa Catarina desde o início da pandemia, divulgou o Governo...