InícioSaúdeIndaial começa a aplicar testes rápidos para identificar Covid-19

Indaial começa a aplicar testes rápidos para identificar Covid-19

Indaial começou a fazer as primeiras aplicações dos testes rápidos para identificar pessoas infectadas por Covid-19. Os exames foram feitos em quatro pacientes e um colaborador do Hospital Beatriz Ramos, conforme avaliação médica. Todos os resultados deram negativo para a doença. Após o descarte, cada pessoa recebeu orientação médica adequada para a síndrome gripal. Todos passam bem.

A aquisição dos testes rápidos é fruto de uma ação conjunta entre Prefeitura, Associação Empresarial de Indaial (Acidi) e Poder Judiciário com o objetivo de proporcionar mais segurança e proteção aos indaialenses. Dos três mil exames, cerca de dois mil testes estão sendo adquiridos pela Prefeitura, 500 são de uma campanha da Acidi e mais 500 são de uma doação de R$ 75 mil do Judiciário da cidade. Eles já foram comprados junto aos fornecedores e chegarão em lotes nas próximas semanas.

Semelhante a um teste de gravidez, o teste rápido é feito a partir de sorologia, ou seja, com uma amostra de sangue do paciente retirada a partir de uma picada no dedo, e, segundo o Ministério da Saúde, ele faz o diagnóstico da infecção ao detectar uma resposta do sistema imunológico ao vírus. Leva entre 10 e 15 minutos para exibir um resultado.

Seguindo os critérios do Ministério da Saúde (MS), a pessoa para ser considerada suspeita de Covid-19 é aquela que apresenta pelo menos dois sinais e sintomas, sendo um deles respiratório, como: febre, falta de ar, tosse, coriza, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal, dispneia, mialgia ou diarreia.

Dos cinco casos avaliados de Indaial, três foram em mulheres e dois, em homens, residentes nos bairros Carijós, Encano do Norte, Encano Baixo, João Paulo II e Sol. Quanto a faixa etária, dois tinham entre 70 a 79 anos, dois com idade entre 50 e 59 anos e um entre 30 e 39 anos. Em seus históricos de saúde, eles apresentaram ao menos uma dessas comorbidades: doenças cardiovasculares ou respiratórias, diabetes e hipertensão. Os sintomas mais frequentes observados foram falta de ar, febre, tosse e dispneia.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com