InícioGeralGoverno divulga regras para liberação de shoppings, restaurantes e academias

Governo divulga regras para liberação de shoppings, restaurantes e academias

Matéria atualizada às 21h19min

O Governo do Estado divulgou nesta terça-feira (21) as regras estabelecidas para a liberação das atividades nos shoppings centers, centros comerciais, galerias, restaurantes, academias e empresas de controle de pragas em todo o território catarinense. Os regramentos foram estabelecidos através de quatro portarias que foram publicadas em uma edição extra do Diário Oficial do Estado.

As respectivas atividades passam a ser liberadas a partir desta quarta-feira (22). De acordo com o governador Carlos Moisés, a sociedade terá participação efetiva no processo de fiscalização e uso dos respectivos ambientes. Caso necessário, segundo ele, o Governo poderá tornar a restringir as atividades.

Confira as regras de funcionamento:

Bares, cafés, lanchonetes e restaurantes
– Clientes deverão estar usando máscaras e higienizar as mãos para ingressar no estabelecimento;
– Um funcionário deverá orientar os clientes a higienizarem as mãos e calçarem luvas plásticas descartáveis antes de se servirem nos bufês (caso tenha);
– Afastamento obrigatório de um metro e meio (1,5m) entre os clientes – ou seja, o estabelecimento precisa reorganizar todas as suas meses para manter as pessoas afastadas.

Shoppings, galerias e centros comerciais
– Horário de funcionamento reduzido, entre 12h e 20h;
– Apenas as praças de alimentação podem funcionar até às 22h e devem respeitar as regras, incluindo o distanciamento de um metro e meio entre os clientes;
– A entrada de clientes deverá respeitar o limite de 50% da capacidade máxima do estabelecimento;
– Deverá ser disponibilização álcool gel para a higienização das mãos e todos devem usar máscaras;
– Não será permitido que os clientes provem itens pessoais, como roupas e maquiagens;
– Cinemas seguem fechados por tempo indeterminado.

Atividades físicas
– Liberados os exercícios em locais abertos, tais como praias, praças e parques;
– A permanência nestes ambientes segue proibida (as pessoas devem retornar às suas casas após as atividades);
– Esportes coletivos, tais como futebol e vôlei, seguem proibidos;
– No caso das artes marciais, estão permitidos apenas treinos individuais, com o uso de equipamentos;
– Se faz necessário o distanciamento de um metro e meio entre as pessoas, assim como o uso de máscaras e de toalhas individuais;
– Os cabelos dos atletas devem permanecer presos durante a atividade desportiva.

Academias
– A ocupação ficará limitada em 30% da capacidade máxima do estabelecimento;
– Cada pessoa poderá permanecer por até 60 minutos no estabelecimento;
– Deve ser disponibilizado álcool em gel a 70% na entrada e equipamentos que obriguem o uso de digitais estão proibidos;
– Também se faz necessário o distanciamento de um metro e meio entre as pessoas, assim como o uso de máscaras e de toalhas individuais;
– Os cabelos dos atletas devem permanecer presos durante a atividade desportiva;
– O estabelecimento deverá respeitar um período de 15 minutos entre a troca de usuários para realizar a limpeza do local;
– O uso do guarda-volumes fica temporariamente suspenso.

Atividades em piscinas
– Disponibilizar, próximo à entrada da piscina, recipiente de álcool 70% para que os
clientes usem antes de tocar na escada ou nas bordas da piscina;
– Exigir o uso de chinelos no ambiente de práticas aquáticas;
– Disponibilizar, na área da piscina, suportes para que cada cliente possa pendurar sua
toalha de forma individual;
– Após o término de cada aula, higienizar as escadas, balizas e bordas da piscina;
– Excepcionalmente, para o uso das piscinas, poderá ser utilizado os vestiários para
trocas de roupas molhadas por roupas secas.

Empresas de controle de pragas
– Utilizar máscara durante todo o funcionamento do estabelecimento, para trabalhadores
e clientes (quando o serviço não exigir o uso de máscara específica para o exercício da função);
– Fica estabelecida a limitação de entrada de pessoas em estabelecimentos que atendam o público em 50% da capacidade;
– Para as atividades que não exijam EPIs específicos, caso a atividade necessite de
mais de um trabalhador ao mesmo tempo, manter a distância mínima entre eles de 1,5
metros (um metro e cinqüenta centímetros);
– Os locais para refeição, quando presentes, deverão ser utilizados com apenas um terço da sua capacidade (por vez).

Transporte coletivo

Secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino comentou sobre o retorno do transporte coletivo em Santa Catarina. Segundo ele, hão há uma expectativa de liberação devido à facilidade da transmissão do vírus neste tipo de ambiente.

“As pessoas tocam rotineiramente bancos e corrimões durante o percurso, bem como na entrada e saída do veículo”, comentou. “Também tem a questão do espaçamento entre as pessoas, o que demanda regras específicas. Não temos expectativas para a liberação devido a essas dificuldades”.

Números no Estado

Duas novas mortes em decorrência da Covid-19 foram registradas em Santa Catarina nas últimas 24h, divulgou o governador Carlos Moisés. Com isso, o estado passa a contar com 37 óbitos desde o início da pandemia.

O número de casos confirmados também sofreu alterações, subindo de 1.025 para 1.091 – um aumento de 6,4%. A taxa de letalidade do vírus também subiu e ficou estabelecida em 3,4%. O número de pacientes internados em UTI, enfermarias, em isolamento domiciliar ou recuperados não foi divulgado.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com