Início Saúde Governo de SC faz pronunciamento sobre compra de respiradores com pagamento antecipado

Governo de SC faz pronunciamento sobre compra de respiradores com pagamento antecipado

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, fez no início da tarde desta quarta-feira (29) uma coletiva de imprensa online para explicar a compra de 200 respiradores ao valor de R$ 33 milhões pagos antecipadamente a uma empresa do Rio de Janeiro, que ainda não fez a entrega dos equipamentos. Foi o primeiro pronunciamento oficial ao vivo depois das denúncias de superfaturamento e possível fraude na negociação.

Moisés foi bastante rápido e objetivo em sua fala, informando que todas as medidas cabíveis já estão sendo tomadas pelo Governo do Estado. A Secretaria de Saúde abriu duas sindicâncias: uma para apurar essa questão específica (da compra dos respiradores) e outra para analisar todas as aquisições feitas até agora relacionadas à prevenção e ao combate ao coronavírus em Santa Catarina.

Segundo o governador, no campo jurídico, foram acionadas a Controladoria Geral do Estado e a Procuradoria do Estado para garantir, através de medidas judiciais, possíveis ressarcimentos. No campo criminal, a Polícia Civil já instaurou um processo para investigar o caso e identificar eventuais responsáveis, para após encaminhamento ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado.

“Precisamos saber porquê o pagamento foi antecipado. Essa pergunta terá que ser respondida em sindicância e no inquérito. Não é um procedimento indicado pelo Governo do Estado, não é o nosso padrão. Primeiro se recebe o bem, certifica-se a condição de entrega e depois paga por um produto. Isso precisa ser esclarecido nesses autos de investigação”, declarou Moisés.

Outro ponto que também precisa esclarecido, de acordo com o governador, é a velocidade de compra, que durou cerca de cinco horas. “Algumas respostas só teremos depois das investigações, que já estão em curso. Espero que a gente consiga receber os equipamentos ou então o dinheiro de volta. Agora é cuidado redobrado e tentar esclarecer o que aconteceu”, disse.

Durante a coletiva, as autoridades deixaram claro que ainda estão na expectativa de eventualmente receber os respiradores comprados da empresa Veigamed, com sede no Rio do Janeiro. Porém que, independentemente disso, o Estado tem outras compras em andamento como, por exemplo, um processo de aquisição de mais respiradores vindos da China, sem o pagamento antecipado.

Jamille Cardoso
Jamille Cardoso é jornalista formada pela Univali (Itajaí-SC), com 15 anos de experiência na área. Atuou em assessoria de imprensa, programas de rádio, mas foi ao telejornalismo que dedicou mais tempo (12 anos no total), com passagens por emissoras afiliadas a Globo, Record e SBT. Blumenauense, mãe e repórter da Massa FM Blumenau.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Esporte: Quando a conta não fecha, por Emerson Luis

R$ 5 mil reais.Pode não parecer nada no mundo do futebol.Mas é muito para um clube como o Metropolitano.Esse seria o...

Covid-19: Forças de segurança intensificam fiscalizações neste fim de semana

Rigor necessário. As forças de segurança do município vão intensificar as fiscalizações das medidas restritivas impostas pelo decreto nº 1.172, do Governo do Estado,...

Covid-19: Blumenau adere a consórcio nacional para compra de vacinas

Blumenau firmou nesta sexta-feira (05) um protocolo de intenções junto a Frente Nacional dos Prefeitos para aderir ao consórcio nacional e garantir a aquisição...

Covid-19: Mais dois óbitos e 259 novos casos registrados em Blumenau

Duas mortes por coronavírus foram confirmadas em Blumenau nas últimas 24h, segundo o boletim diário da Secretaria de Saúde da cidade. As vítimas foram...

Membros de facção criminosa são condenados em Blumenau

A 3ª Vara Criminal da comarca de Blumenau concluiu nesta sexta-feira (05) o julgamento da “Operação Sequentia", deflagrada pela Polícia Civil e que visava...