InícioSaúdeCoronavírus: Blumenau registra 91 casos confirmados e 56 curados

Coronavírus: Blumenau registra 91 casos confirmados e 56 curados

Blumenau registrou neste domingo (19), 91 casos confirmados de Coronavírus (Covid-19), confirmou em um vídeo o prefeito Mário Hildebrandt. Entre os casos confirmados como positivo, 27 estão em isolamento domiciliar, dois em enfermaria e seis em UTIs nos hospitais da cidade. Além disso, 56 pessoas que já passaram pelo período de isolamento e não apresentaram novos sintomas, são contabilizadas como curadas. Confira os detalhes do último boletim no vídeo com o prefeito:

.

No vídeo, o prefeito reforça que a Estratégia de Saúde da Família (ESF) Vereador Augusto César Viana, postinho de saúde que fica na Rua General Osório, está temporariamente fechado. Isso porque alguns profissionais que trabalham naquele local testaram positivo para Covid-19. Portanto, os usuários que têm vacinação agendada ou consulta pré-marcada deverão procurar pelo Ambulatório Geral do bairro Escola Agrícola. O ambiente do ESF será totalmente higienizado e novos profissionais serão realocados para o espaço.

Uso obrigatório de máscaras

A partir da próxima segunda-feira (20), será obrigatório o uso de máscaras para permanência ou circulação nas ruas e repartições públicas, estabelecimentos que exercem ou realizam atividades consideradas essenciais, estabelecimentos comerciais e passageiros de táxi ou de aplicativos. Desde o início do mês, o Ministério da Saúde vem orientando a população sobre a importância da utilização dos equipamentos para evitar o contágio pelo coronavírus.

Hidroxicloroquina

Na próxima segunda-feira (20), a Prefeitura de Blumenau deve anunciar novidades sobre o uso de hidroxicloroquina. A cidade já participa do Estudo Coalizão Covid-19 Brasil por meio de uma parceria entre o Hospital Santo Antônio e a AngioCor Cardiologia. Grandes hospitais do país, junto com o Ministério da Saúde, fazem parte da pesquisa, que utiliza o medicamento, aliado ou não à azitromicina, para pacientes com o novo coronavírus em níveis moderados e graves.

O estudo é dividido em três braços: nos pacientes graves (aqueles que necessitam de oxigenioterapia ou respiração mecânica), com suspeita clínica ou confirmada de coronavírus. Nestes pacientes, será avaliada a eficácia da utilização da hidroxicloroquina, associada ou não à azitromicina. Um segundo braço do estudo envolve pacientes de menor gravidade internados por Covid-19 (sem o uso de oxigenioterapia). Nestes casos, será avaliado se a hidroxicloroquina é eficaz em melhorar o quadro respiratório.

No terceiro braço, os pacientes em nível ambulatorial, que são aqueles que não possuem critério de internação e que apresentam sintomas leves, recebem o tratamento de forma precoce. Vale lembrar que os testes e protocolos são todos sigilosos e que somente a equipe médica poderá aplicar a medicação.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com