InícioGeralCom transporte coletivo suspenso, BluMob demite mais de 100 funcionários

Com transporte coletivo suspenso, BluMob demite mais de 100 funcionários

Notícia atualizada às 21h18min

O fim de semana foi marcado por demissões na BluMob – concessionária do transporte coletivo em Blumenau. Com o serviço suspenso desde o dia 18 de março pelo decreto estadual número 515 do Governo de Santa Catarina para a prevenção e enfrentamento à Covid-19, mais de 100 funcionários já foram dispensados do serviço.

Motoristas e cobradores, que estavam em casa, de férias mediante Acordo Coletivo de Trabalho firmado com o Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau (Sindetranscol) no começo do mês, foram chamados pela empresa na sexta-feira (17) e no sábado (18).

Num primeiro momento, foram demitidos folguistas e quem estava em contrato de experiência. Porém, depois também foram dispensados profissionais que atuavam há mais de três anos, incluindo aqueles que tinham condutas exemplares, sem faltas, nem envolvimento em batidas ou acidentes com passageiros.

De acordo com motoristas e cobradores que entraram em contato com o Portal Alexandre José, cerca de 110 funcionários teriam sido demitidos até agora. Por meio da assessoria de imprensa, o Sindetranscol informou que fez o que estava ao seu alcance para evitar os desligamentos, como a prorrogação de férias coletivas.

Infelizmente não conseguimos evitar o que a empresa já estava prevendo, que era desligar as pessoas que estavam em contrato de experiência (não renovar) e dispensar trabalhadores que não têm mais nem férias futuras para compensar. Não houve intermediação. Essa foi uma decisão da própria empresa”, declarou o assessor Júlio Castellin.

Atualização

No início da noite desta segunda-feira (20), a equipe do Portal Alexandre José recebeu uma nota oficial da empresa, por meio da assessoria de imprensa. Leia o comunicado na íntegra:

A determinação de suspensão integral de nossas atividades, que completará em 30 de abril mais de 40 dias, tem impactado profundamente a capacidade de manutenção de nossos negócios, especialmente os compromissos com salários, benefícios e fornecedores. Por meio de acordo coletivo, todas as opções para concessão de férias e antecipação de períodos aquisitivos de férias foram promovidas. Considerando que em alguns casos já não há mais medidas possíveis a adotar, o crescimento das dificuldades financeiras decorrentes da paralisação das atividades da empresa e o cenário de incertezas no futuro próximo, medidas mais complexas precisaram ser tomadas, como a redução de nosso quadro de colaboradores. A empresa vem promovendo e intensificará as discussões com os agentes públicos e a agência reguladora para  adoção de medidas emergenciais e de rediscussão do sistema de transporte da cidade para o médio-longo prazos, buscando a manutenção da qualidade dos serviços prestados pela Blumob dentro dos padrões estabelecidos no contrato e merecidos pela população blumenauense.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com