InícioSegurançaHomem é condenado a mais de 26 anos de prisão por envolvimento...

Homem é condenado a mais de 26 anos de prisão por envolvimento em crime brutal em Blumenau

O Tribunal do Júri de Blumenau condenou nesta quarta-feira (11) Marco Aurélio Gonçalves a 26 anos, 5 meses e 30 dias de reclusão em regime inicialmente fechado. A condenação diz respeito ao envolvimento do réu na morte de Edson de Melo Nascimento, de 23 anos, que foi esquartejado, decapitado e depois teve o corpo enterrado na região da Rua Pedro Krauss, no bairro Vorstadt, em março de 2018. A sessão de tortura foi filmada pelos envolvidos.

O homem foi condenado por quatro crimes: homicídio qualificado, por motivo torpe, emprego de meio cruel e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima; ocultação de cadáver; corrupção de menor; e crime de organização criminosa.

O júri popular começou pouco depois das 9h e teve uma duração de aproximadamente onze horas, terminando por volta das 20h30. O julgamento foi presidido pelo juiz Lenoar Bendini Madalena, tendo como representantes do Ministério Público (MP) os promotores Cristina Nakos e Thiago Ferla. Gonçalves já estava recluso no Presídio Regional de Blumenau, onde aguardava o julgamento. 

Em agosto do ano passado, a mulher dele já foi condenada a 27 anos de prisão. Segundo a denúncia do MP, ela e um grupo de pessoas – incluindo dois adolescentes – mataram a vítima com requintes de crueldade. O paranaense teve partes do corpo decepadas quando ainda estava vivo, teve os ossos fraturados, além de membros mutilados.

O cadáver foi encontrado no dia 31 de março de 2018. O delegado responsável pelo inquérito policial foi Bruno Effori, que foi uma das testemunhas ouvidas no julgamento. O corpo de jurados foi formado por quatro mulheres e três homens.

Foto: Jamille Cardoso / Portal Alexandre José

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com