Início Gastronomia Gastronomia: como você pode ajudar o pequeno empresário da sua região, por...

Gastronomia: como você pode ajudar o pequeno empresário da sua região, por Juliana Fraga

A coluna dessa semana não poderia ser uma receita ou uma resenha de restaurante. Santa Catarina está em estado de emergência há uma semana, sendo que o prazo já foi prorrogado por mais sete dias, e só se fala em coronavírus pelo mundo afora. A pandemia chegou por aqui e tem nos preocupado principalmente pela incerteza do que vem pela frente. Não sabemos ainda quanto tempo vamos ter que ficar em casa, ou quando essa loucura toda vai passar e vamos poder voltar a viver nossas vidas normalmente.

Temos aqui na nossa região diversos tipos de trabalho: escritório, comércio, indústrias, fábricas, lavoura, serviços e profissionais autônomos. Nessa hora de crise, cada um, ou cada empresa, adotou o sistema que melhor funciona pra si, levando em conta os cuidados com os riscos de contágio dessa doença. Até o presente momento, quem é assalariado e consegue trabalhar de casa está em uma posição mais confortável, mas isso infelizmente é minoria. Muitas empresas não podem fechar as portas ou dispensar todo mundo, e com isso ainda temos muita gente se expondo ao risco invisível do contágio.

Uma questão que está sendo muito preocupante, pelo menos pra mim, é o caso dos trabalhadores autônomos (que não possuem renda fixa) e também do micro e pequeno empresário que precisa do seu negócio para sobreviver. Enquanto a gente espera que os governantes tomem medidas efetivas para ajudar essas pessoas, é importante pensarmos no que podemos fazer como indivíduo. E sim, tem formas de ajudar.

Uma delas é, se você pode (logicamente), continuar pagando os prestadores de serviço, mesmo tendo dispensado o trabalho deles por enquanto. Diaristas, babás, pet shop, enfim, serviços que você utiliza normalmente na sua vida, mas que dispensou por motivo de isolamento social. É importante ter em mente, que na maioria dos casos, essas pessoas precisam de uma renda que não virá, e não se sabe por quanto tempo.

Mercado Portugal. Foto: Divulgação

Outra forma de ajudar é usando os serviços de delivery, que vão manter funcionários de alguma forma, seja o entregador, o cozinheiro, seja o restaurante que você frequentava. O decreto estadual permite que estabelecimentos que fornecem alimentos continuem trabalhando com regime de entrega e isso é uma maneira de apoiarmos esse empresário. Um grande supermercado ou uma grande rede de fast food dificilmente vão “quebrar”, já o mercado na esquina da sua casa provavelmente sofrerá uma crise sem precedentes e talvez nem consiga se manter após tudo isso.

É hora de sermos solidários com o próximo, olharmos pra fora da janela e pensarmos em alternativas para manter nossas famílias seguras e também a saúde do próximo. Se você conhece algum restaurante que está trabalhando, algum pequeno produtor de hortaliças ou alguém que vende ovos ou leite, faça sua parte, compre dele, e mais: divulgue o trabalho dele. Poste nas suas redes, nos grupos de WhatsApp, incentive o consumo consciente do que é produzido ou comercializado localmente. Isso fará a diferença.

Aproveita esse texto e comenta aqui embaixo se você é um desses pequenos empresários. Deixe sua propaganda e telefone de contato para que mais pessoas conheçam sua iniciativa.

Texto escrito por JULIANA FRAGA

Juliana Fraga é jornalista e participou do MasterChef Brasil 6. Apaixonada por cozinha desde criança, valoriza ingredientes de boa qualidade e todos os seus hobbies rondam a gastronomia: desde inventar receitas com o que tem na geladeira a conhecer novos restaurantes e traçar o roteiro das férias baseado em bons lugares para comer.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Coronavírus: Governo deve prorrogar quarentena em Santa Catarina

O governador Carlos Moisés sinalizou neste domingo (29) que deve prorrogar as medidas de isolamento social em Santa Catarina por mais tempo...

Governador diz que retomada gradual em SC depende da preparação do sistema de saúde

A ampliação no número de leitos de UTI e a proteção aos trabalhadores da saúde são as prioridades do Governo de Santa...

Motorista bate caminhonete em poste na região central de Blumenau

O acidente aconteceu na madrugada deste domingo (29), por volta das 3h30min, na Avenida Martin Luther, região central de Blumenau. Segundo os...

Coronavírus: Brasil tem 3.904 casos e 114 mortes por covid-19

A covid-19 já foi diagnosticada em 3.904 pessoas no Brasil, tendo resultado na morte de 114 vítimas. Com isso, a taxa de...

Dupla armada com pistolas assalta lanchonete na Itoupava Norte

O crime ocorreu na noite deste sábado (28) na lanchonete Dile Lanches, localizado na Rua 2 de Setembro, no bairro Itoupava Norte....