InícioTrânsitoSanta Catarina registra o maior número de mortes em rodovias federais durante...

Santa Catarina registra o maior número de mortes em rodovias federais durante o Carnaval

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta quinta-feira (27) o balanço oficial da Operação Carnaval, que foi realizada entre os dias 21 e 26 de fevereiro em todo território nacional.

Durante o período, foram registrados 133 acidentes nas rodovias federais de Santa Catarina, o que representa uma queda de 14% se comparado ao ano anterior, quando foram registrados 155 ocorrências. O número de feridos também diminuiu consideravelmente, de 209 para 149 (-26%).

Apesar dos índices inferiores, o estado registrou um aumento de 225% no número de óbitos nas rodovias. Ao todo, 13 pessoas perderam a vida nas rodovias federais. Em 2019,. durante o mesmo período, foram registrados apenas quatro mortos.

Entre elas, um casal de Balneário Camboriú, que morreu após se envolver um grave acidente na BR-101 na sexta-feira (21) e um motociclista, que morreu após cair da moto e ser atropelado por um carro na BR-470, em Pouso Redondo, no domingo (23).

Também no domingo, um bebê de apenas um mês morreu em um acidente envolvendo três carros na BR-280, em Guaramirim. Já na madrugada da segunda-feira (24), um homem de 54 morreu após uma batida frontal entre um carro e um caminhão na BR-470, em Navegantes.

O alto índice tornou Santa Catarina o estado com o maior número de mortes em rodovias federais durante os seis dias de operação. Minas Gerais, com 12 óbitos, e Bahia e Paraná, com 11 cada, seguiram o estado.

A BR-101, que corta todo o estado de Santa Catarina, foi a rodovia que registrou o maior número de acidentes em todo o Brasil: 68. Registrou também a maior quantidade de feridos no período: 77.

Durante a Operação Carnaval, a PRF em Santa Catarina cumpriu seu papel, realizando intensa fiscalização de trânsito. Infelizmente, centenas de condutas perigosas foram flagradas pelos policiais em apenas seis dias. Entre elas, 613 motoristas dirigindo sob efeito de álcool.

O número de ultrapassagens em locais proibidos também chamaram a atenção, com 385 flagrantes. Também foram flagrados 792 motoristas e passageiros transitando sem cinto de segurança e 100 crianças sendo transportadas sem cadeirinhas.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com