InícioGeralPrefeituras da região reforçam ações de combate ao mosquito Aedes aegypti

Prefeituras da região reforçam ações de combate ao mosquito Aedes aegypti

Depois que Blumenau montou uma sala de situação e pediu apoio para o Exército nas ações de combate à dengue, outras prefeituras da região também intensificaram as ações, fechando o cerco contra o Aedes Aegypti no Vale do Itajaí. Cada um precisa fazer a sua parte para manter as cidades livres das doenças transmitidas pelo mosquito.

Em Gaspar, a Secretaria de Obras e Serviço Urbanos realizou nesta semana um mutirão nos cemitérios municipais com o objetivo de eliminar qualquer ponto de água parada e, consequentemente, possíveis focos do mosquito Aedes aegypti transmissor de doenças como a dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Nesses locais, estão sendo recolhidos os lixos, vasos com água e flores artificiais velhas que também acumulam água, além da limpeza em geral. Lembrando que a colaboração da população é imprescindível, evitando embalagens de plástico ou celofanes e fazendo perfurações no fundo dos vasos para que a água escoe.

Em Indaial, o Programa de Combate à Dengue já foram encontrou neste início de ano 12 focos positivos do Aedes aegypti nos bairros: João Paulo II (7), Encano Baixo (2), Nações (2) e Benedito (1). A secretaria de saúde solicita que os moradores façam uma vistoria minuciosa em seus imóveis, já que larvas foram achadas em duas casas.

Atenção a pequenos detalhes nos sistemas de água e esgoto

Além de medidas para evitar o acúmulo de água parada, alguns cuidados básicos de higiene e limpeza também são necessários para combater a proliferação da dengue e de outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Confira algumas dicas de cuidados com a rede de esgoto:

1. Utilização de ralos: Se os da sua casa não possuem sistema para vedação, instale telas. O Aedes aegypti gosta de lugares escuros e úmidos para se proliferar, por isso, os ralos são lugares ideais. Também deposite, com frequência, uma colher de água sanitária diluída em um litro de água limpa, o que contribuiu para evitar a proliferação do mosquito em ralos que não são muito utilizados. Lembre-se, ainda, de acionar a descarga de vasos sanitários pouco utilizados.

2. Descarte o lixo corretamente: A rede de esgoto não é lugar de lixo. Ao depositar resíduos incorretamente nas pias da cozinha, banheiro e lavanderia, vasos sanitários e chuveiros, você colabora para o entupimento da rede e, consequentemente, acúmulo de água parada. Programe-se também para fazer o descarte do lixo nos cestos em horários próximos à coleta de lixo, isso também evita o acúmulo de água, em caso de dias chuvosos.

3. Verifique a separação da rede pluvial e da rede de esgoto: Com as chuvas de verão, é comum que telhas e calhas fiquem carregadas de folhas e outras sujeiras vindas da natureza. Certifique-se de que a água da chuva de seu imóvel está sendo direcionada à rede de drenagem pluvial e separada da rede de esgoto. Isso também evita obstruções e, por consequência, acúmulo de água parada.

No site www.busqueporprevencao.com.br você encontra mais orientações.

Jamille Cardoso
Jamille Cardoso é jornalista formada pela Univali (Itajaí-SC), com 15 anos de experiência na área. Atuou em assessoria de imprensa, programas de rádio, mas foi ao telejornalismo que dedicou mais tempo (12 anos no total), com passagens por emissoras afiliadas a Globo, Record e SBT. Blumenauense, mãe e repórter da Massa FM Blumenau.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com