InícioNutriçãoNutrição: a importância do lanche escolar, por Ana Cristina Hermann

Nutrição: a importância do lanche escolar, por Ana Cristina Hermann

O lanche inadequado pode prejudicar o rendimento escolar do seu filho. Alguns alimentos com excesso de corantes, conservantes e açúcares estão associados a redução da concentração, atenção, ansiedade e a impaciência das crianças. Se limitarmos a alimentos ruins ou sem nutrientes os efeitos serão evidentes: cansaço, falta de atenção, mau humor e irritabilidade.

Essa refeição é uma excelente oportunidade de melhorar a disposição e a energia através. Uma alimentação adequada e nutritiva vai contribuir para o aprendizado, estimular o raciocínio, a memória e garantir tudo que seu filho precisa. Ela é parte importante da rotina de saúde da criança, que já terá contato com doces e guloseimas em festinhas, finais de semana e datas especiais.

O funcionamento cerebral depende de aminoácidos, gorduras, vitaminas e minerais, já que os nutrientes têm uma influência muito importante no funcionamento intelectual. Nessa refeição, podemos acrescentar muitos alimentos importantes para seu dia a dia. Além disso, ela serve para criar um hábito, pois a criança terá que fazer todos os dias e é nessa fase que ensinamos e fixamos os hábitos saudáveis.

No preparo da lancheira você pode aproveitar o momento e fazer seu filho interagir na cozinha, ajudar e criar responsabilidade. Esse é um meio deles entenderem um pouquinho mais sobres os alimentos e sua importância. Isso faz com que a criança crie mais adesão ao processo, para saber o POR QUE está fazendo aquilo.

Para facilitar:

  • Usar os finais de semana para cozinhar com os filhos;
  • Aproveitar o seu café da manhã;
  • Deixar pronto para a semana e escolha um dia para organizar;
  • Para a praticidade escolha industrializados de boa qualidade;

O que não deve conter na Lancheira do meu filho?

  • Sucos de Caixinha: ricos em açúcar, corantes e aditivos químicos.
  • Bolachas, biscoitos e bolos prontos: ricos em gordura hidrogenada, açúcar, farinha refinada, conservantes e corantes.
  • Embutidos, presuntos, peito de peru: ricos em nitrito e nitrato, dois componentes considerados cancerígenos, açúcar e sódio.
  • Salgadinhos: ricos em glutamato monossódico, realçador de sabor que pode ter efeito estimulante pois é considerado uma excitotoxina (dificuldade de aprendizado, irritabilidade, depressão enxaqueca).

O que oferecer?

  • Sucos naturais, água, água de coco;
  • Frutas;
  • Tomatinho cereja;
  • Sanduíche integral de frango com alface e cenoura;
  • Queijinho em cubos;
  • Rosquinhas de polvilho;
  • Ovo, ovinho de codorna;
  • Iogurte, granola;

Além disso, você pode fazer inúmeras receitinhas de bolos e panquecas saudáveis. Use sua imaginação e invista esse tempinho na saúde do seu filho.

Texto por ANA CRISTINA HERMANN

Ana Cristina Hermann é formada em Nutrição pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) em 2012. Tem especialização em Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia pela PUC-PR e pós-graduação em Nutrição Materno Infantil Ortomolecular pela FAPES-SP. Atendimentos especializados em emagrecimento, fertilidade, gestantes, lactantes, bebês (introdução alimentar) e crianças.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com