InícioEmerson LuisEsporte: Um ano sem Bernardo Pisetta, por Emerson Luis

Esporte: Um ano sem Bernardo Pisetta, por Emerson Luis

A morte de um filho.

A mais devastadora das perdas.

A mais traumática das experiências.

A lógica da vida sendo contrariada.

Vazio.

Luto eterno.

Criação.

Doação.

Amor.

Incondicional.

Nada se compara.

Minha mãe passou por isso há nove anos.  

O Denilson só tinha 40 anos de idade.

Dona Irma nunca mais foi a mesma.

Jamais voltou a sorrir como antes.  

Imagina perder um filho com apenas 14 anos.

Nenhuma mãe merece tamanho fardo.

Lêda Raquel Manzke Pisetta. Foto: Arquivo Pessoal

Um ano sem Bernardo Pisetta.

Não consigo mensurar o tamanho da dor de dona Lêda.

Como aceitar?

Como esquecer?

Como dormir?

Como prosseguir?

Negação.

Aceitação.

Oração.  

Tempo.

Ressurreição.

Deus.

Família Pisetta. Foto: Arquivo Pessoal

”Ele lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram” .

Apocalipse.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

    error: Toda e qualquer cópia do Portal Alexandre José precisa ser creditada ao ser reproduzida. Entre em contato com a nossa equipe para mais informações pelo e-mail jornalismo@alexandrejose.com