Início Segurança Homem morto por espancamento na Itoupava Central é reconhecido pela família

Homem morto por espancamento na Itoupava Central é reconhecido pela família

Braz Victor do Carmo, de 32 anos, foi reconhecido pelos familiares no Instituto Geral de Perícias (IGP) em Blumenau. O homem foi morto por espancamento e o corpo dele foi deixado em uma vala na Rua Rio Bonito, bairro Vila Itoupava, na sexta-feira (24) de madrugada. Segundo a Polícia Militar, a vítima sofreu graves ferimentos na região da cabeça e estava parcialmente queimada.

Ainda não há informações sobre a cerimônia de despedida, já que o corpo permanece no Instituto Médico Legal (IML), pois a família não tem condições financeiras de arcar com o sepultamento. Agora, os parentes aguardam um retorno da Prefeitura para iniciar os trâmites.

O crime

A ocorrência começou quando a Polícia Militar foi abordada por um motorista de aplicativo, por volta das 3h30min de sexta-feira, em um posto de combustíveis no bairro Itoupava Central. O condutor disse aos policiais que cinco pessoas abordaram ele e pularam na frente do carro, próximo a um bailão.

Os militares então foram até o veículo dos suspeitos, um Fiat/Pálio, de cor vermelha, que estava também parado no pátio do posto. Na revista do automóvel nada foi encontrado, porém, havia marcas de sangue no porta-malas e um chinelo ensanguentado. Além de galões de gasolina.

Um homem e quatro adolescentes foram questionados pela PM e disseram que não sabiam do que se tratava. Após alguns minutos de conversa, o condutor acabou confessando que espancou outro homem e, em seguida, teria jogado a vítima em uma vala na Rua Rio Bonito, na Vila Itoupava.

Num primeiro momento, o motorista disse que teria matado o homem porque ele havia agredido uma ex-tia. Entretanto, os outros ocupantes do carro contaram à polícia que, na verdade, o crime ocorreu por uma dívida com o tráfico de drogas. Uma guarnição da PM foi até o local onde estava o corpo e encontrou a vítima às margens da via.

Todos os cinco suspeitos foram encaminhados à Central de Polícia. Ainda pela manhã, o Instituto Geral de Perícias (IGP) fez o recolhimento do corpo e também realizou uma perícia no veículo com sangue. Agora, a Polícia Civil investiga o caso.

Este é o segundo homicídio do ano em Blumenau. O primeiro ocorreu no sábado (18), também na região do bairro Itoupava Central. Julio Cesar Yong Blood, foi morto com cerca de 30 golpes de faca. O principal suspeito de cometer o homicídio, o enteado da vítima, já foi preso.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Ministério da Saúde confirma primeiro caso de coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou na manhã desta quarta-feira (26) o primeiro caso de coronavírus (Covid-19) no Brasil. O paciente é um...

O poder do desenvolvimento da inteligência emocional no crescimento pessoal e profissional

Cada dia mais pessoas sofrem com problemas de saúde mental, como ansiedade ou depressão. Somente no Brasil, de acordo com a Organização...

Estilo: alerta de tendência com mule de bico quadrado, por Anna Rutkoski

Não é de hoje que as sandálias de bico quadrado estão em alta. Mas tem um modelo em especial que tem conquistado...

Após Carnaval, todas as agências bancárias reabrem nesta quarta-feira

Após o Carnaval, as agências bancárias voltam ao seu atendimento normal às 12h desta quarta-feira (26) e fecham no horário tradicional de...

Saiba como está a situação do transporte coletivo em Blumenau na manhã desta quarta-feira

Após o anúncio de uma nova paralisação do Sindicato dos Empregados Permissionários do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau (Sindetranscol) no final da tarde desta...