Início Destaque Aprovada redução de até 85% no valor do seguro DPVAT para ano...

Aprovada redução de até 85% no valor do seguro DPVAT para ano de 2020

O Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) aprovou a redução dos valores a serem pagos na contratação do seguro obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). Em 2020, o custo para proprietários de carros será R$ 5,23. O novo valor representa uma queda de 67,7% em relação ao cobrado em 2019.

No caso das motos, a redução é ainda maior. O preço do seguro será R$ 12,30 e é 85,4% menor do que o praticado neste ano. A redução dos valores também se observa nas demais categorias: o preço para ônibus com frete será R$ 10,57; para ônibus sem frete será R$ 8,11 e para caminhões R$ 5,78. 

Os conselheiros também aprovaram a realização de um estudo acerca do fim do monopólio. Atualmente, os valores acumulados por meio do DPVAT são administrados unicamente pela Seguradora Líder, criada em 2007 como um consórcio das seguradoras responsáveis pela garantia das indenizações.

Um projeto detalhado deverá ser elaborado e concluído até agosto de 2020. Nele, serão apresentadas as regras que deverão vigorar a partir de 2021. O objetivo é permitir qualquer seguradora possa comercializar o seguro DPVAT, dando mais opções para que o proprietário de veículo possa escolher livremente qual delas vai contratar.

Repasses ao SUS

Conforme a Lei Federal 6.194/1974, os recursos do DPVAT devem assegurar três coberturas. O valor atual da indenização por morte é de R$ 13,5 mil. Nos casos de invalidez permanente, os valores variam conforme o tipo e a intensidade da sequela, mas podem chegar aos mesmos R$ 13,5 mil. O reembolso de despesas médicas e suplementares tem teto de R$ 2,7 mil.

A Seguradora Líder defende que o DPVAT é importante para o SUS e protege especialmente a população de renda mais baixa. Ela sustenta que o Brasil está entre os dez países que apresentam os mais elevados números de mortes por acidentes de trânsito e que, de cada 10 veículos, menos de três possuem cobertura por algum tipo de seguro facultativo. Mais de 70% transitam somente com o seguro obrigatório. 

Conforme consta em seu site, a Seguradora Líder repassou ao SUS 45% dos R$ 4,6 bilhões arrecadados em 2018, ou seja, cerca de R$ 2,1 bilhões. Foram pagas 103.068 indenizações por invalidez permanente, 18.841 indenizações por morte e 33.123 indenizações para despesas médicas.

Por outro lado, a equipe econômica do Governo Federal divulgou um estudo, que revela que a parcela do seguro obrigatório repassado ao SUS em 2019 foi de R$ 965 milhões. De acordo com a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, os valores mostram que o DPVAT têm pouco impacto para a saúde pública, já que equivale a 0,79% do orçamento total definido para a área deste ano.

Fonte: Agência Brasil

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Adolescentes são apreendidos com mais de R$ 900 em notas falsas em Pomerode

Três adolescentes foram apreendidos na tarde deste sábado (26) após serem flagrados com dinheiro falso em Pomerode. De acordo com a Polícia...

Homem é preso após agredir e trancar esposa em apartamento em Blumenau

Um homem de 44 anos foi preso neste sábado (27) após agredir e trancafiar a própria esposa em Blumenau. Segundo a Polícia...

Homem é esfaqueado em bar no bairro Passo Manso

Um homem de 35 anos precisou ser hospitalizado após ser vítima de uma tentativa de homicídio em Blumenau. O crime aconteceu em...

Bombeiros de folga combatem incêndio em apartamento em Indaial

O Corpo de Bombeiros Vountários de Indaial foi acionado na madrugada deste domingo (27) para atender uma ocorrência de incêndio em um...

Domingo será de calor e com possibilidade de trovoadas em Blumenau

Promessa de empo firme com presença do sol e poucas nuvens em Blumenau nesse domingo (27). A partir do final da tarde,...