Homem morto em confronto com a PM trabalhou como zelador de escola em Blumenau

Publicidade

Foto: Redes sociais

O homem que morreu durante um confronto com a Polícia Militar, em Gaspar, na noite desta segunda-feira (18), após um assalto a uma casa em Brusque, já trabalhou no serviço público. Sicemar André Pedroso, de 42 anos, atuou como agente de zeladoria na Escola Básica Municipal Pedro II, no bairro Progresso, em Blumenau.

De acordo com informações oficiais da Prefeitura de Blumenau, Sicemar foi nomeado para o cargo no dia 04 de junho de 2019. Foi uma contratação em caráter temporário, chamada de ACT. O servidor trabalhou um mês apenas e não apareceu mais. O contrato foi automaticamente cancelado, devido à sequência de faltas.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Educação, assim que foram registradas as ausências, Sicemar deixou de receber o salário. “Na documentação que ele apresentou no momento da contratação, não constavam antecedentes criminais”, informou a assessoria à equipe do Portal Alexandre José.

Pelas redes sociais, familiares de Sicemar informaram que o velório será realizado a partir das 18h desta terça-feira (19), na igreja da Rua Lauro Zommer, no bairro Ponta aguda, em Blumenau. O sepultamento está marcado para esta quarta-feira (20), no cemitério da Barra, em Balneário Camboriú.

O crime

O assalto começou na cidade de Brusque e terminou em Gaspar, no Vale do Itajaí, com um dos suspeitos mortos em confronto com a PM. O crime teve início por volta das 19h35min desta segunda-feira (18), quando uma mulher foi rendida pela quadrilha.

A vítima chegava em casa, na Rua Francisco Walendowski, no bairro Primeiro de Maio, em Brusque. Ela entrou na garagem com seu carro e quando foi abrir a porta foi rendida por um homem armado. Depois disso, mais quatro assaltantes entraram, sendo que dois ficaram no veículo e dois invadiram a residência.

Um segundo morador, que estava na parte superior do imóvel, se deparou com dois criminosos carregando uma TV. Ele chegou a entrar em luta corporal com um dos bandidos, mas o outro apontou uma arma de fogo em sua direção. Por fim, o bando fugiu com o automóvel da família, um Toyota Corolla de cor preta, placas MGG-0725 de Brusque.

Assim que os ladrões saíram, a PM foi acionada através do telefone 190 e enviou uma viatura ao local do roubo. Enquanto isso, foi repassada a informação para as cidades vizinhas, com a orientação para que os policiais montassem um cerco na região, a fim de capturar os agentes.

Não demorou muito e uma guarnição da PM avistou o carro roubado, com os faróis apagados, em alta velocidade, na Rodovia Ivo Silveira, se deslocando em direção ao município de Gaspar. Os policiais então fizeram uma barreira na estrada, próximo a Rua Álvaro Fernando Wandalen, no bairro Santa Terezinha.

Segundo a PM, quando os bandidos viram os policiais, começaram a atirar. Houve troca de tiros e perseguição. O condutor do veículo tomado de assalto perdeu o controle da direção, capotou e caiu em uma ribanceira. Neste momento, os criminosos tentaram fugir. Dois conseguiram escapar para o matagal e não foram localizados.

Outros três foram baleados pela PM: um morreu no local e dois tiveram apenas ferimentos leves. O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Blumenau recolheu o corpo. Os demais envolvidos receberam atendimento médico no hospital e depois foram encaminhados à delegacia de Gaspar.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: