Especialista em finanças dá dicas para quem irá sacar o FGTS

Publicidade

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Começa a ser liberado nesta sexta-feira (13) pela Caixa Econômica Federal o saque de até R$ 500 de contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para quem é correntista do banco. Os primeiros a receber são aqueles nascidos entre janeiro e abril. O valor será depositado automaticamente.

Aqueles com data de aniversário em maio, junho, julho e agosto, recebem a partir do dia 27 de setembro de 2019. Para trabalhadores nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito a partir do dia 9 de outubro de 2019.

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de pessoas receberão o crédito automático. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: siteInternet Banking ou aplicativo no celular.

Prioridades

Com o dinheiro em mãos, qual deve ser a prioridade do trabalhador? O Portal Alexandre José conversou com um profissional sobre o assunto: Andriei José Beber, especialista e palestrante nas áreas de Finanças, Gestão e Governança.

Para Beber, o ideal é que as pessoas usem o dinheiro para pagar as dívidas. “A prioridade é promover o saneamento de suas dívidas. Se tem contas a pagar, quitá-las deve ser sua prioridade. Somente após ter as contas em dia, destine o valor à poupança,” explica.

Já para quem está com as contas em dia, o especialista dá de dicas de como investir o valor. “A caderneta de poupança é o investimento mais tradicional e popular do Brasil. É preciso destacar que a aplicação ainda é atraente para pequenos poupadores ou aqueles que buscam investimentos de curto prazo. Dentre suas virtudes, estão a isenção de imposto de renda, ausência de taxas de administração e a proteção do fundo garantidor de crédito.”

Beber ainda dá dicas para quem deseja organizar a vida financeira. Segundo o especialista, as pessoas precisam ter consciência de onde e como o dinheiro é usado no dia a dia, além de ter disciplina e comprometimento com metas estabelecidas. Ele explica como os trabalhadores podem usar um método prático para ter uma vida financeira equilibrada, chamado “4Rs”:

“1. Reconhecer a necessidade de assumir as rédeas das finanças pessoais e promover uma profunda reflexão sobre os objetivos financeiros individuais e familiares;

2. Registrar os gastos que estão sendo realizados e avaliar de forma palpável a entrada e saída de dinheiro;

3. Revisar seus hábitos de consumo e oportunidades para otimizar o uso dos recursos;

4. Realizar seus sonhos”.

Foto: Arquivo Pessoal

Saque aniversário

Outra modalidade de saque, válida para o próximo ano, será o saque aniversário. Os trabalhadores interessados em migrar para essa sistemática poderão comunicar à Caixa, a partir de 1º de outubro de 2019. Ao confirmar esta opção em um dos canais divulgados pelo banco, o trabalhador deixará de efetuar o saque em caso de rescisão de contrato de trabalho.

Quem realizar a mudança, só poderá retornar à modalidade anterior após dois anos da data da solicitação à Caixa. Caso o trabalhador não comunique o interesse no tipo de saque, a regra da rescisão será mantida. A decisão de migrar para a modalidade do saque aniversário, não anula a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa.

Colaboração: Agência Brasil

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: