Deic descarta relação do assalto a banco com roubo no aeroporto de Blumenau

Publicidade

Foto: Marcos Fernandes / Portal Alexandre José

Uma semana depois do assalto à agência do Bradesco, na Rua Dr. Pedro Zimmermann, na Itoupava Central, em Blumenau, nenhum suspeito foi preso, mas as investigações avançam. A Polícia Civil descartou qualquer relação do crime registrado no dia 6 de setembro com o ataque ocorrido no Aeroporto Quero-Quero, em 14 de março.

De acordo com o diretor da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), Anselmo de Oliveira Cruz, esse é um trabalho minucioso, que exige um certo tempo. “Da mesma maneira que os envolvidos se prepararam para cometer o roubo, agora a polícia precisa de dedicação para esclarecer o caso. É a mesma proporção”, afirma o delegado.

Vítimas e testemunhas ainda estão sendo ouvidas e até identificadas, tendo em vista que algumas pessoas não permaneceram no local após o crime. A polícia também aguarda por laudos do Instituto Geral de Perícias (IGP), enquanto analisa imagens de câmeras de monitoramento do banco e de outros estabelecimentos na região.

A Deic trabalha com a hipótese do envolvimento de quatro homens, sendo três teriam invadido a agência bancária e um aguardava no carro. Todos usavam toucas balaclava. “Isso dificulta o processo de identificação, mas não nos impede de descobrir quem foram as pessoas responsáveis por esse assalto”, garantiu Cruz.

O assalto

O assalto aconteceu por volta das 11h, logo depois que a agência bancária foi aberta. Clientes e funcionários foram rendidos por bandidos fortemente armados, que dispararam muitos tiros. A ação foi rápida, tudo aconteceu em menos de cinco minutos, segundo testemunhas.

As vítimas foram mantidas de mãos dadas, como um escudo humano, enquanto os assaltantes carregavam o dinheiro e fugiam em uma caminhonete. Os criminosos levaram dois clientes e dois vigilantes da agência.

O veículo foi localizado na região, incendiado, e os reféns foram liberados. Por sorte, apesar do susto e da quantidade de tiros, ninguém se feriu. Os criminosos teriam escapado usando um HB20 prata e ainda não foram encontrados. Foram roubados R$ 500 mil.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: