Pai e filho que morreram em acidente no Paraná serão velados na Itoupava Central

Publicidade

Foto: Arquivo Pessoal/Redes Sociais

Os corpos de Jurandir da Silveira, de 45 anos, e o pai dele, Manoel Dalvino da Silveira, de 82 anos, serão velados, a partir das 13h30, na Capela Mortuária da Itoupava Central, próximo à Escola Número 1. Jurandir será sepultado em Blumenau e Manoel será encaminhado a Vitor Meirelles, onde será enterrado. Os dois foram vítimas de um gravíssimo acidente que aconteceu na segunda-feira (15) pela manhã em Ampére, no Paraná.

Além dos dois, Juvenal Vieira, de 87 anos, estava no banco traseiro e não resistiu. Ele é padrasto da esposa de Jurandir. O idoso é natural do Paraná e será sepultado na região onde aconteceu a batida. A sobrevivente da colisão, uma adolescente de 17 anos, foi encaminhada com vários ferimentos ao Hospital Santa Rita, em Ampére e, em seguida, foi transferida para a cidade de Francisco Beltrão. Ela passou por uma cirurgia e segue internada.

Conforme informações dos familiares, o irmão de Jurandir morreu em um acidente na BR-470 em dezembro do ano passado. Vilson da Silveira tinha 49 anos e não resistiu aos graves ferimentos. Meses antes, em outubro, a mãe deles, Maria da Silveira, faleceu aos 81 anos vítima de um câncer.

O acidente

As quatro pessoas estavam em um HB20, com placas de Blumenau, conduzido por Jurandir, que se envolveu na colisão com um caminhão e uma caminhonete. A batida ocorreu na PR-182, na cidade de Ampére, sudeste paranaense. Na F-1000 estavam dois ocupantes que sofreram ferimentos leves. As vítimas foram levadas à unidade de saúde pelos socorristas. O caminhoneiro saiu ileso. Por conta do acidente, a rodovia estadual chegou a ficar bloqueada. As causas da colisão ainda serão investigadas.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: