Nevasca impede a viagem de caminhoneiros catarinenses

Publicidade

Uma forte nevasca na fronteira entre a Argentina e o Chile fez com que as autoridades locais precisassem bloquear o trânsito na região da Cordilheira dos Andes, próximo ao monte Aconcágua. Estão interditas, desde quarta-feira (26), a Rota 7, na Argentina, e continuação da rodovia a CH-60, já no Chile.

A região de Punta de Vacas é a mais crítica, no local a previsão do tempo indica temperaturas de até -16ºC. O caminhoneiro Cleyton Cezar, que mora em Pinhalzinho no Oeste catarinense, conversou com a equipe do Portal Alexandre José.

Ele está em uma das paradas na região de Luján de Custo, na Argentina, com cerca de 500 caminhoneiros. “Nós estamos em um pátio, a polícia da Argentina está aqui fazendo a segurança. Alguns comerciantes locais trouxeram alimentos pra nós. Estamos aguardando as autoridades liberarem a rodovia”, contou o catarinense.

Fotos: Cleyton Cezar

Cleyton já deveria estar em Santiago, no Chile, para entrega da carga de carnes, mas a interdição mudou o planejamento do caminhoneiro. A expectativa é que durante o dia a rodovia seja liberada por algumas horas e para alguns caminhões.

“Eles estão jogando sal na pista pra tentar diminuir a quantidade de gelo e garantir mais segurança para quem fizer a travessia”, conta Cleyton. O caminhoneiro relata também que outros caminhoneiros catarinenses também estão na mesma situação, principalmente da região Oeste e Norte do estado.

Fotos: Cleyton Cezar

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: