Servidores de Blumenau rejeitam nova proposta da Prefeitura e greve continua

Publicidade

Foto: Sintraseb/Divulgação

Os servidores públicos de Blumenau vão permanecer de braços cruzados. A maioria das pessoas que estava na praça da Figueira, na tarde desta segunda-feira (24), rejeitou a contraproposta apresentada pela Prefeitura. A paralisação já dura 21 dias.

A proposta de renegociação salarial apresentada pelo Executivo previa o reajuste dos salários e do vale-alimentação de forma parcelada, sendo: 0,75% na folha de agosto, 0,75% na folha de outubro, 1,50% na folha de dezembro de 2019 e 2,07% na folha de janeiro de 2020.

Ainda em greve, o sindicato em sua contraproposta pede o parcelamento, prevendo a quitação integral do INPC ainda em 2019: 1% na folha de agosto, 1% em setembro, 1% em outubro, 1% em novembro e 1,07% em dezembro.

A Prefeitura informou anteriormente que não tem condições financeiras de mudar a proposta feita à categoria na manhã de hoje. A prioridade continua sendo pagar salários em dia, preservando todos os direitos conquistados pelos servidores.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: