Família de jovem morto em acidente fará manifestação em frente ao Fórum de Blumenau

Publicidade

Os familiares de Deivanir Paganardi, de 25 anos, vítima de um gravíssimo acidente no dia 21 de junho envolvendo um motorista embriagado, fará uma manifestação em frente ao Fórum de Blumenau. O protesto acontecerá nesta sexta-feira (28), às 12h. Toda comunidade é convidada a participar.

Com camisetas e cartazes, os participantes irão pedir por justiça e, principalmente, pela prisão do condutor do Chevette, que estava alcoolizado, conforme a comprovação do teste do bafômetro feito pela Polícia Militar Rodoviária Estadual e que acusou 0,93 mg/l.

O jovem, de 19 anos, que dirigia o carro, tentou fugir no dia da batida, porém, foi encontrado pelos policiais minutos depois. O rapaz foi preso em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante e levado à Central de Polícia, mas foi liberado dois dias depois, após conseguir um alvará de soltura. Agora, o motorista responderá pelo processo em liberdade.

“Não podemos deixar que essa situação fique assim. Ele precisa voltar para a cadeia. Queremos justiça. Já entramos com uma ação e pedimos que ele seja preso imediatamente,” conta Thais Regina Silva, esposa de Deivanir.

Foto: Marcos Fernandes/Portal Alexandre José

Relembre o acidente

Deivanir estava em uma bicicleta e andava lado a lado com a companheira às margens da Rua Dr. Pedro Zimmermann, na Itoupava Central, na sexta-feira (21) à noite. O casal estava indo até a residência de um parente buscar os filhos, um menino de três e uma menina de quatro anos.

Ao passar perto do Ambulatório Geral da Itoupava Central, Thais e Deivanir pararam no acostamento para atravessar a rua. De repente, sem esperar, um Chevette atingiu a bicicleta em que o homem estava. Thais viu toda cena e não consegue esquecer aquele momento. “Foi horrível. Jamais vai sair da minha cabeça. Por muito pouco eu também não fui atropelada. É uma tragédia pra gente.”

Deivanir não resistiu aos gravíssimos ferimentos e morreu na hora. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas não havia mais o que ser feito. A vítima foi sepultada no município de Rocado, no Paraná. Thais e o marido estavam juntos há seis anos. Ela é natural do Maranhão e ele era do Paraná. O casal acabou se conhecendo em Blumenau, mas pouco tempo depois foi viver no Estado vizinho. Há sete meses eles retornaram para Santa Catarina e, desde então, moravam no bairro Itoupava Central.

Foto: Marcos Fernandes/Portal Alexandre José

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: